A casa dos grandes pensadores
 

ALBERTINO FERNANDES NETO

 

 

 

PSICONEUPATIA

 

Um abraço,

Um beijo,

Um pecado,

Ponta-pé, uma queda...

Ninguém,

quer me tirar deste lodo horrendo.

 

Perdi minha imagem,

não enxergam meus olhos,

Irreal,

fantasmagórico indefinido,

Os abutres,

deixam negro este céu cinzento.

 

Cheiro de fumo

Cheiro de alcool

Cheiro de almoço

Querem comer minha carne

Beber o meu sangue

Arruinar meus destroço, chupar os meus ossos.

 
Albertino Fernandes ( Pensa-me)
www.paralerepensar.com.br