A casa dos grandes pensadores
 
 
 
  JUSSARA C. GODINHO

 

 

 

Minha Mãe, dói a saudade...
 
Minha querida Mãe!
 
Há tempos ausente,
mas nunca tão presente
nos meus dias sofridos
de sentimentos
 em saudade diluídos...
 
Minha amada Mãe!
 
Quisera eu outra vez
ouvir a tua voz,
sentir o toque de tua mão,
acariciar tua pele...
 
Minha adorada Mãe!
 
Quisera eu ter certeza
 de que sabes do meu amor,
sentes minha presença,
atravessas essa distância
e num abraço cheio de calor
 vem me dar a sua bênção!

Jussara C. Godinho

Publicação: www.paralerepensar.com.br  - 12/05/2008