A casa dos grandes pensadores
 
 
 
 

MAURICIO BENEVIDES

 

 

 

A Evolução da Humanidade

Uma nova teoria.

Uma pergunta que ainda ecoa em nossos ouvidos como uma incógnita, sem uma resposta plausível, é a questão da evolução da humanidade.

Como foi que o homem surgiu e evoluiu na terra?

A igreja, através da bíblia, preconiza que somos filhos de Adão e Eva, que coabitou e gerou Caim e Abel e que Abel mata seu irmão, tornando-se fugitivo e errante na terra, coabitando com sua mulher que concebeu e deu a luz a Enoque. Cria-se aí um grande vácuo na história. Dê onde surgiu essa mulher quando só havia Eva, Adão e o errante Caim. Teria Deus perdoado Caim e lhe dado uma mulher? O que não acredito, além do mais, seríamos todos geneticamente iguais, seguindo esse pensamento.

Os cientistas, por sua vez, dizem que evoluímos de uma espécie semelhante ao macaco e que, também, deixa uma grande lacuna a ser preenchida.

Há aproximadamente um milhão de anos atrás, não havia seres humanos na face da terra, havia somente animais e uma civilização que habitava o centro da terra em um ambiente semelhante a um enorme aquário, composto de água doce, ouro, pedras preciosa e uma infinidade de outros minerais; híbrido, metade homem e metade peixe, sistema respiratório branquial; alimentavam-se de moluscos, crustáceos e algas; dominavam as ciências químicas, eletrônica, engenharia e medicina de forma muito mais evoluída do que em nossos tempos; produziam energia elétrica a partir do movimento das correntes marítimas e seu combustível era o hidrogênio obtido através de eletrolise da água do mar produzindo, também, oxigênio e outras substâncias químicas. Já seus dejetos, eram bombeados e depositados na superfície da terra, objeto de exploração e riqueza dos países  que conseguem identificar suas jazidas e que se chama Petróleo.

Foi partir de uma expedição enviada à superfície da terra que puderam observar seres que viviam na superfície, com sistema  respiratório pulmonar e locomoção ereta apoiados nas duas patas traseiras.

Para desenvolvimento do seu povo, necessitavam  modificar seu sistema respiratório e sua locomoção que consistia em substituir seu material genético responsável pela respiração e pela locomoção, pelo mesmo material de seres aqui encontrados:

Explorando o Continente Africano, encontraram o macaco que permitiu dar inicio às suas experiências, originando o Australopithecus e evoluindo ao homem negro. De certo, ajustando a posição dos cientistas, o homem, pelo menos uma das raças, evoluiu sim do macaco; mas somente, a partir desses experimentos.

No continente Americano e na França, experimentaram o porco cujo material genético era muito semelhante ao nosso, gerando assim o índio;

Na Ásia, experimentaram o urso dando origem ao japonês e chinês;

Na Alemanha, utilizaram o carneiro originando o homem branco, de olhos azuis que muito os agradaram, sendo adotado, a partir daí, este último modelo de DNA.

Relatos dessas aparições podem citar o mito das sereias e, em nossos tempos, podemos comprovar a inteligência dos golfinhos que nos remetem uma certeza de serem nossos parentes mais próximos.

Estes experimentos deixaram na face desta imensa bola azul, um legado de seres humanos de várias espécies e cores que se multiplicaram e povoou quase que harmonicamente esta maravilha de mundo que chamamos de TERRA.

Mauricio Benevides

Publicação: www.paralerepensar.com.br  - 13/11/2007