A casa dos grandes pensadores A casa dos grandes pensadores

| Home | Introdução | Autores | Construtor I Espaço do leitor | Fale conosco PubliqueBusca no site I

 

PINK FLOYD

  Retornar
 
ÁLBUM: MEDDLE

TRADUÇÕES

 

One of These Days,
I'm going to cut you into little pieces

A Pillow Of Winds

A cloud of eiderdown draws around me
Softening the sound
Sleepy time when I lie with my love by my side
And she's breathing low. And a candle dies

The night comes down, you lock the door,
The book falls to the floor
As darkness falls and waves roll by
The seasons change, the wind is warm

Now wakes the owl, now sleeps the swan.
Behold the dream, the dream is gone
Green fields, a cold rain
Is falling in a golden dawn

And deep beneath the ground the early morning sounds
And I go down
Sleepy time when I lie with my love by my side
And she's breathing low
And I rise like a bird
In the haze when the rays touch the sky
And the night wings die

 

 

Fearless

You say the hill's too steep to climb, climbing
You say you'd like to see me try, climbing
You pick the place and I'll choose the time
And I'll climb the hill in my own way
Just wait awhile for the right day
And as I rise above the treeline and the clouds
I look down, hear the sound
Of the things you said today


Fearlessly the idiot faced the crowd, smiling
Merciless the magistrate turns round frowning
And who's the fool who wears the crown
No doubt in your own way
And every day is the right day
And as you rise above the fear lines in the frown
You look down, hear the sound of the faces in the crowd

 

San Tropez


As I reach for a peach,
Slide a ride down behind the sofa in San Tropez
Breaking a stick with a brick on the sand,
Riding a wave in the wake of an old sedan,
Sleeping alone in the drone of the darkness,
Sratched by the sand that fell from our love
Deep in my dreams and I still hear her calling
If you're alone I'll come home

Backwards and homebound, the pigeon, the dove
Gone with the wind and the rain on an airplane
Owning a home with no silver spoon
I'm drinking champagne like a big tycoon
Sooner than wait for a break in the weather
I'll gather my far flung thoughts together
Speeding away on a wind to a new day
If you're alone I'll come home

And I pause for a while by a country stile
And listen to things they say
Digging for gold with a hoe in my hand
Open a book, take a look at the way things stand
Would you lead me down to the place by the sea?
I hear your soft voice calling to me,
Making a date for later by phone
If you're alone I'll come home

 

 

 

 

Seamus


I was in the kitchen,
Seamus (that's the dog) was outside
Well, I was in the kitchen,
Seamus, my old hound, was outside
Well you know the sun was sinkin' slowly
And my old hound dog sat right down and cried

 

Echoes
Ecos  

Overhead the albatross hangs motionless upon the air
And deep beneath the rolling waves,
In labyrinths of coral caves,
The echo of a distant time
Comes willowing across the sand
And everything is green and submarine

And no-one showed us to the land
And no-one knows the wheres or why
But something stirs and something tries
And starts to climb towards the light

Strangers passing in the street,
By chance two separate glances meet
And I am you and What I see is me
And do I take you by the hand
And lead you through the land
And help me understand the best I can

And no one calls us to the move on
and no one forces down our eyes
No one speaks and no one tries
And no one flies around the sun

Cloudless everyday day you fall upon my waking eyes,
Inviting and inciting me to rise
And through the window in the wall
Comes streaming in on sunlight wings
A million bright ambassadors of morning

And no one sings me lullabies
And no one makes me close my eyes
So I throw the windows wide
And call to you across the skies




 

TRADUÇÕES

 

Qualquer dia desses,
Vou te cortar em pequenos pedacinhos

Travesseiro de Ventos 

 

Uma nuvem de edredom desenha-se ao meu redor
abafando os sons.
Tempo sonolento quando descanso com meu amor ao meu lado.
Ela está respirando suavemente ao meu lado, e uma vela se apaga.

Quando chega a noite você fecha a porta
O livro cai ao chão
A penumbra chega, as ondas se agitam,
as estações mudam, o vento é morno.

Agora a coruja acorda, agora o cisne dorme.
Contemple o sonho... o sonho se foi.
Campos verdejantes, uma chuva fria caindo
no dourado amanhecer.

Desço às profundezas do solo com os sons do amanhecer.
Tempo sonolento quando eu descanso com meu amor ao meu lado
Ela está respirando suavemente.
E eu vôo como um pássaro
na névoa quando os primeiros raios de sol tocam o céu
e os ventos da noite se vão.

 

Sem Medo

 

Você diz que a montanha é muito íngreme para escalar.
Você diz que gostaria de me ver tentar escalar.
Você marca o local e eu escolho a hora
E eu escalarei aquela montanha ao meu próprio jeito.
Apenas espere um pouco pelo dia certo.
E assim que eu chegar acima da linha das árvores e das nuvens
Eu olharei para baixo lembrando-me
Das coisas que você disse hoje.

Corajosamente o idiota encarou a multidão, sorrindo
Friamente o magistrado vira-se carrancudo
Quem for tolo que use a coroa
Do jeito que quiser
Todo dia é o dia certo
E enquanto você forma rugas de medo na testa do tolo,
Você olha para baixo e ouve as vozes das caras na multidão

 

San Tropez

 

Enquanto eu pego um pêssego,
Eu me acomodo em um sofá em San Tropez
Estou quebrando uma vara com um tijolo na areia,
Aproveitando a vida na traseira de um velho sedan
Dormindo sozinho no barulho da noite
Arranhado pela areia que caiu do seu amor
No fundo dos meus sonhos eu ainda posso ouvir seus chamados
Se você estiver sozinha eu voltarei para casa


Voltando para casa, o pombo, a pomba,
Vão com o vento e a chuva em um avião
Morando em uma casa sem talheres de prata
Eu estou bebendo champanhe como um grande magnata
Antes do que o esperado
Organizarei meus pensamentos esparsos
Aproveitando o vento de um novo dia
E se você estiver sozinha, eu voltarei para casa


Paro por um instante em uma estradinha bucólica
E me lembro das coisas que eles dizem
Dizem que eu estou procurando ouro com uma enxada nas mãos
Preste atenção, veja como as coisas ficaram
"Você me levaria para a praia?"
Eu ouço a sua voz suave me chamando,
Marcando um encontro para mais tarde pelo telefone
Se você estiver sozinha, eu voltarei para casa.

 

Seamus  

Eu estava na cozinha,
Seamus, (esse é o cachorro), estava lá fora
Bem, eu estava na cozinha,
Seamus, meu velho sabujo, estava lá fora
Bem, o sol se punha lentamente
E meu velho sabujo sentou-se e uivou

 

 

Echoes

Lá em cima o albatroz se mantem imóvel no ar
E nas profundezas das ondas,
Nos labirintos nas cavernas de coral,
O eco de um tempo distante
Vem magicamente pela areia
E tudo é verde e submarino

Ninguém nos mostrou a terra firme
E ninguém sabe aonde nem o porque
Algo se agitou, tentou
E começou a subir em direção a luz

Estranhos passando na rua,
Acidentalmente dois olhares se encontram
Eu sou você e o que vejo sou eu.
Eu te pego pela mão
E te conduzo através do terreno.
Ajude-me a entender o melhor que eu puder

E ninguém nos chama para seguir adiante
E ninguém nos obriga a fechar nossos olhos
Ninguém fala e ninguém experimenta,
Ninguém voa ao redor do sol

Entretanto todos os dias você aparece nos meus olhos atentos,
Me convidando e incitando a subir
E através da janela na parede
Entram agitados raios da luz do sol,
Milhares de brilhantes anunciadores da manhã 

Ninguém me canta canções de ninar
E ninguém me faz fechar meus olhos
Então escancaro a janela
E te chamo através do céu

 

 

TOPO

 Retornar