Paralerepensar - Perfil
Livraria Cultura - Clique aqui e conheça nossos produtos!


A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal | Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |

 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

termos de uso


Autores
 
Jorge Humberto (Jorge Humberto)
Página do autor: www.paralerepensar.com.br/nopoema
Publicações
Contato com autor(a)
 
Perfil

Nascido numa aldeia Portuguesa dos arredores de Lisboa, de nome Santa-Iria-de-Azóia, filho único, Jorge Humberto cedo mostrou a sua sensibilidade para as artes, e apurado sentido estético.
Nos estudos completou o 6º ano de escolaridade, indo depois trabalhar para uma pequena oficina de automóveis, no aprendizado de pintor-auto.
A poesia surgiu num processo natural da sua evolução enquanto homem, e a meio a agruras e novos caminhos apresentados, foi sempre esta a sua forma de expressão por eleição.
Auto didacta e perfeccionista (um mal comum a todos os artistas), desenvolveu e criou de raiz 8 livros de poesia, trabalhando actualmente em mais 6 e acumulando ainda mais algumas centenas de folhas, com textos seus, que esperam inertes nos fundos de duas gavetas, a tão desejada e esperada edição, num país onde apostar na cultura, é quase que crime de lesa pátria.
Tendo participado em algumas antologias e e-books, tem alguns prémios em jogos florais, aqui da zona e também em Espanha.


Do mais alto de mim fui poeta... insinuei-me ao homem...
E realizo-me a cada dia ser consciente de muitos.
Quis a lei que fosse Jorge e Humberto, por conjugação
De um facto, passados anos ainda me duvido...
Na orla do Tejo sou Lisboa... e no mar ao largo o que houver.