A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Railda Masson Cardozo
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poesia
 
JULIETA SEM ROMEU
Por: Railda Masson Cardozo



Vou vivendo, de passo em passo
vez ou outra fora do compasso,
tirando sorrisos do bau do passado,
usando a máscara da tal felicidade.

Vou vegetando assim dia após dia
respirando vez ou outra, o mesmo ar
que respiras, enchendo os pulmões
para soçobrar por mais um tempo.

Poetas são assim: amam o inexistente
dando um valor ao objeto de inspiração
que nem ele próprio imagina que tem.
Somos loucos de amor, mil anos a frente.

Concluo que é melhor esse amor platônico
do que o incêndio alexandrino que existia.
Eu me sentia prestes a morrer sufocada e
inutilmente; não é isso que deveras sentes.

Queria esquece-lo, assumo covardemente,
mas sei que minha inspiração de ti depende.
Então vivamos assim, idilico em transversal.
Pois se o cupido fosse certeiro com as flechas,
Romeu e Julieta viveriam juntos eternamente.

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: FgFI (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.