A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Albertino Fernandes Neto
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poesia
 
PIVETE
Por: Albertino Fernandes Neto

Eu vou contar o meu caso
O meu jargão de viver
Correndo dos homens e leis
Já não me deixam crescer

Eu sou o alcunha menor
E tenho nome bacana
Mas tomo muito cuidado
Pois sei que a vida é sacana

Eu aprendi a ser torto
Levado da breca e matreiro
Cresci no meio de malandros
Pivete de janeiro a janeiro

E sou aquele garoto
Que limpava com jeito o seu carro
Meio molhado e com fome
Lustrei seu sapato do barro

Ri, a sociedade que diga
Nada melhor pra contar
Eu sou o moleque de rua
Roubando aqui e acolá

Cresci assim meio perdido
Aprendendo tudo de mal
Num mundo repleto de gente
Bang-bang e policial

Nessa estrada sempre sou réu
Assim me explicam pro mundo
E vivendo como gato de rua
Ai Deus, um eterno vagabundo

Sei sou bastante pivete
Pois fui criado assim
E pra macular toda raça
Sou o início, o meio, e o fim.

Sou por isso mesmo, o fruto de uma sociedade consumista, desagregada e destruidora dos valores humanos.
Sou a semente plantada no asfalto estéril de uma engrenagem corrompida pelo desejo de acumular capital e bens de consumo.
Sou a lata de lixo que recolhe as sujeiras expelidas de sua alma obscuras e ignota.
Sou a luva de couro com que você ensina seu cão a morder e a rasgar com terror nossas vísceras e carnes.
Sou as costas onde você se apóia, e liberta com o chicote de feitor medieval, seus naturais instintos de Homo Sapiens.
Sou por tudo isso, o motivo do seu aparato policial e a justificativa de sua segurança tão ameaçadora, como tão frágil.
Eu sou você marginal.
Eu sou você.

Albertino Fernandes ( Pensa-me)

 Comente este texto
 

Comentário (4)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: bFEL (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.