A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Crônica
 
SAUDADES DOS ANOS 80
Por: MÁRCIA DEBRASSI

Hoje eu estava observando meus filhos, essa geração “ano 2000” que vive e respira computador, poxa! Me bateu uma saudade da minha infância e adolescência, saudade dos “anos 80”, principalmente após ouvir um comentário bobo de um adolescente que me disse exatamente assim: “Sem computador??? Sem internet??? O que você fazia para se divertir??? Devia ser muito chato não é?”
Diante de tal pergunta eu só pude responder que realmente era muito chato, era muito chato ter amigos de verdade, brincar de pé-na-lata e esconde-esconde na rua até anoitecer e ouvir os berros da mãe pedindo para que a gente entrasse para tomar banho. Éramos a geração dos infelizes, afinal não tínhamos a m... do computador para nos deixar sentados o dia todo conversando com uma tela.
Íamos para a escola e realmente estudávamos, fazíamos pesquisas em livros na biblioteca, copiávamos grandes trechos de livros referentes às pesquisas encomendadas pelos professores, não tínhamos a praticidade do Google e nem recursos como “ctrl c” e “ctrl v”, mas ainda assim, era muito gostoso tirar um tempo para ir até a biblioteca, pois lá, além das pesquisas, dedicávamos um tempinho para as fofocas entre amigos; falando bem baixinho para que a bibliotecária não nos entregasse para a direção.
Na escola tínhamos respeito por nossos professores, jamais ousávamos falar alto com algum deles; pedir licença até para ir jogar o lixo no outro lado da sala era até obrigação. Tudo funcionava perfeitamente bem na escola e nunca sequer ouvimos falar na tal “Patrulha Escolar” que hoje é moda, afinal quase todos os dias algum aluno comete um desacato.
Nossos pais podiam nos deixar ir ao baile e voltar a pé para casa (apesar da distância de 3 km), dançávamos, brincávamos, nos divertíamos e, ao voltar pra casa, vínhamos correndo e fazendo farra, sem correr o risco de sermos abordados na rua ou ter a nossa adolescência interrompida por crimes estúpidos e banais que ocorrem nos dias de hoje.
Nos anos 80, aconteceu tanta coisa boa comigo, fui tão feliz... tenho certeza de que, o computador naquela época não me fez falta!!!
Fico triste pelos meus filhos, e por tantos outros que, infelizmente, não brincaram de pé na lata, de esconde-esconde e tantas outras brincadeiras gostosas com aqueles amigos que a gente podia tocar, podia chorar e sorrir com ele, aquele amigo que você mal chegava da escola e lá estava ele a te chamar. Tudo isso foi substituído por um barulhinho tão comum e corriqueiro nas casas o “som do MSN” que envolve os jovens da geração 2000 os fazendo ficar horas e horas diante da tela com aquele “amigo” que talvez ele nem venha a conhecer de verdade.

 Comente este texto


Comentário (6)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: RKdS (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.