A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Joaquim Saturnino da Silva
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Crônica
 
Entre direita e esquerda.
Por: Joaquim Saturnino da Silva

Enquanto a humanidade se divide, por meros conflitos de interesses, há entre as divisões de “direita” e “esquerda”, uma multidão incomensurável de vítimas indefesas.
Entre guerras inúteis, como inúteis são todas elas, o sofrimento se espraia, além dos horizontes. Enquanto isso, mais e mais, aqueles que ainda são poupados, chafurdam na insensibilidade, distanciando-se da única solução possível para a raça humana, algo que poderíamos emprestar o nome de solidariedade.
Sistemas políticos, pelo mundo afora, que deveriam ser instrumento de administração de todo bem público, submergem no lodo de “filosofias” apoiadas em falácias e mentiras reais e explícitas.
O homem se tornou – de fato – o inimigo do homem!
Grandes homens quando raramente surgem, velozmente recebem a pecha de demagogos ou ingênuos, quando na verdade ela, a verdade, permanece oculta pelas forças que a subjugam.
A violência, escancarada ou dissimulada, é tudo que possui lugar cativo na mídia e a incapacidade de se comover com o sofrimento alheio, nos torna mil vezes piores que quaisquer animais. Aliás, os animais são o exemplo restante de “humanidade” no Planeta.
Perdemos vigorosa e perigosamente, o contato com o valor da vida.
A corrupção não é um crime em si mesmo, mas é o crime que se concretiza nos seus resultados. Nos efeitos colaterais da miséria física e intelectual culminando nas mortes patrocinadas por ela.
Assim, temos que, toda vitória sem luta é – em verdade – um fracasso disfarçado pela incompetência em se lidar com a própria ambição. E não por acaso, a cegueira impede que se perceba a proximidade do abismo.
No caso brasileiro, a corrupção é endêmica, ocupa grande parte do território nacional, pois a contaminação vertical (de cima para baixo), ao atingir a população, tornou-se velozmente horizontal, como se fosse uma das dez pragas do Egito.
Nos últimos 30 anos, a corrupção brasileira já contagiou pelo menos 60% de sua população e 95% dos políticos (numa “tese” otimista). Só isso pode explicar a total falta de ética que campeia em cada canto deste imenso país abandonado e cada vez mais nu de honestidade.
E é exatamente por isso que alguém já pensou, escreveu e divulgou: “no Brasil os políticos são de ‘direita’, de ‘esquerda’ e de ‘centro’. De direita porque roubam com a mão direita, de esquerda porque roubam com a mão direita e de centro, porque roubam com as duas mãos”.
Brasileiro é tão engraçadinho!

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: QUaV (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.