A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Poema
 
Expressão
Por: Rosane Vilaronga

Se toda lágrima expressasse,
Ainda que uma só fração
E parte do pranto então rolasse
Para fora do coração

Aliviaria a dor desmedida,
Translucidando parte de mim...
E transcenderia dessa vida
Antes que ela chegasse ao meu fim...

Mas se nem pranto, nem Latim,
Nem reação desconhecida
Consegue expulsar de mim
As sensações preteridas

Como posso, sem certeza,
Expurgar o que corroe,
Se é de 'minha natureza
Encasular-me no que dói?

De tudo que me envolve a alma
Nessa intrusa imprecisão
O que mais me tira a calma
É a mendacidade de cada não.

Transitar entre o nada
E o vazio que desaquece
Entre o esquecer da madrugada
E outro dia que não amanhece...


Rosane Vilaronga
Setembro de 2015



 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: dSKR (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.