A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Sonetos
 
ABANDONO
Por: Vilma Oliveira


Lamentos e perdões são desenganos
A me turvar em névoas o pensamento
Eu vivo pra chorar meus sofrimentos
Eu morro pra esquecer os meus enganos!

Se o abandono da alma traz-me a paz
Que vela as sepulturas e os mistérios
A contemplar de longe os cemitérios
Esse silêncio é meu, comigo jaz!

Que me levem os corredores dos aflitos
Se ninguém pode ouvir meus gritos
A clamar misericórdia de outra vida;

Se Deus teceu as mantas com bordados
Em brancas rendas os céus trabalhados
Por que não digo adeus à despedida?

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: bFWg (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.