A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Artigo
 
Homenagem aos 94 anos do meu pai
Por: Ângela Farias

Hoje comemoramos mais um ano de sua vida. Sabemos que chegar a esta idade é sem dúvida, uma dádiva. Quando paramos para refletir, retrocedemos no tempo em busca de resposta e indagamos a Deus.: Senhor, quantos de nós chegaremos aos 94 anos? Fica a pergunta: .
Pai, quantos anos vividos, quantas alegrias, quantas tristezas, quantas histórias, contos e poesias. Falar ao coração, cantar uma canção, rezar uma oração pedindo a Deus proteção.
Ah pai! Quanta proteção o senhor pediu a Deus para proteger seus filhos, a sua família. O senhor com tanta dificuldade soube conduzir de forma tão honesta, tão realista e com tanta esperança de melhorias para todos.
A vida nos fez criança e também nos fez crescer. Se hoje somos adultos só temos a agradecer. E você pai hoje um ancião, ao lado de seus familiares e amigos, quanta satisfação, quanta honra para todos nós dividirmos este momento tão especial, é uma felicidade!
É tão difícil falar, porque a emoção aflora, e assim, clamamos, chamamos por Deus e agradecemos em voz alta: Obrigada Deus, por nos permitir fazer parte deste momento valoroso, tão rico de energia.
Pai você veio ao mundo com uma missão; desde jovem, adolescente ainda, recebeu a missão de assumir a sua família, cuidar de sua mãe, seus irmãos. Assumir a responsabilidade de chefe de família, isso sem dúvida, o fez crescer, desfrutar para a vida e proteger os mais necessitados.
O tempo foi o condutor de sua história, não parou por ai, lutou com todos os esforços para melhorar a estrutura familiar, sua dedicação aos seus lhe tirou a oportunidade de desenvolver seus estudos, foi preciso abdicar deles em função de outrem. Mesmo assim, conseguiu com sua força, dedicação e fé, ser aprovado em um concurso público federal, quando, naquele tempo, só os abonados, politicamente indicados tinham oportunidade. Mas as páginas da vida continuaram a ser escritas: Casou jovem, com uma jovem também, juntos viveram grandes momentos, dividiram e somaram todos os esforços necessários para fortalecer seus objetivos. Nasceram e nasceram seus filhos, o tempo seguiu, a vida ensinou, cada dia mais uma dia, de luta, dificuldades, alegrias, fé muita fé na vida e nos homens de boa vontade. Quanta luta pai! Venceu, foi muito trabalho, além do esperado.
Pai o senhor é um vencedor, mesmo com a perda de sua visão, o senhor não perdeu a sua alegria, a sua vontade de viver.
Uma citação que não esqueço é quando o senhor diz: “ Quando sonho não sou cego, e quando eu me for, não irei cego”. Tem um poema de Amélia Rodrigues, psicografado por Divaldo Franco que diz”
Senhor, muito obrigado, pelo que me deste, pelo que me dás!
pelo ar, pelo pão, pela paz!
Muito obrigado, pela beleza que meus olhos vêem no altar da natureza.
Olhos que contemplam o céu cor de anil, e se detém na terra verde, salpicada de flores em tonalidades mil!
Pela minha faculdade de ver, pelos cegos eu quero interceder, por aqueles que vivem na escuridão e tropeçam na multidão, por eles eu oro e a Ti imploro comiseração, pois eu sei que depois dessa lida, numa outra vida, eles enxergarão!
É assim querido pai, amigo, conselheiro compreensivo, lutador, guerreiro, um ser humano digno, honesto, integro.
Pai, junto com nossa querida mãe, tivemos a honra o prazer de nascermos de pessoas tão dignas, tão humildes que se dedicaram a vida toda para conduzir os filhos sem hora para vocês. Hoje, idosos, cansados, estão juntinhos, tão ligados pela força de Deus, da espiritualidade e do amor.
Obrigada pai, obrigada mãe por nos permitir este momento tão especial. Quantos gostariam de ter tido esta oportunidade, quantos? Comemorar 94 anos de um pai, quase 85 de uma mãe.
Encerro com um pequeno poema que se intitula FÉ
Minha fé me acompanha
Por onde quer que eu vá
Seja dia ou seja noite
A minha fé comigo está

Caminho por espaços tranquilos
Contemplando em mim a natureza
Meditando no silêncio
Sua força e grandeza

É tão bom poder viver
Com fé, e tranqüilidade...
A esperança se renova
Pelo amor e caridade.

Senhor Jesus, nós vos agradecemos, rogamos pela saúde do nosso pai, da nossa mãe, de todos nós. Permita-nos Senhor, celebrarmos outros encontros.
Que a Paz esteja entre nós
Que assim seja
Amém!

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: CYgF (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.