A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Artigo
 
Cada gesto, cada atitude, cada ação... Tem suas consequências, seus valores, seus resultados.
Por: Moisés Dias


Às vezes pensamos estar fazendo o bem a alguém, mas ao mesmo tempo esquecemos que esse bem pode estar fazendo mal à uma ou outra pessoa. Mesmo que não intencional. Mas devemos estar cientes das consequências quando as evidências se mostrarem cheias de culpas. Ser maduro o suficiente para reconhecermos erros, e claro, pedir desculpas. É o mínimo. Esse gesto pode não só aliviar a situação causada como até mostrar o quanto você foi isento de intenções maldosas. No entanto, ficam nuvens que deverão ser dispersas com o passar do tempo. Para isso também devemos ser absolutos de nossas atitudes voltadas para a não reincidência. O tempo irá mostrar o quanto você estava correto em suas explicações de defesas. Não pense com isso que tudo está resolvido. Somos imperfeitos demais para não lembrarmos ora ou outra e dizer palavras que não caibam no momento e as consequências que elas trazem. Morremos as vezes pela boca... E por ela às vezes voltamos a viver. Temos que saber usá-las. Temos que aprender a dizer o que pensa mas ao mesmo tempo nas consequências que elas nos trazem. Às vezes desculpas e perdões sequer atenuam a situação causada. Às vezes nem a morte traz a paz que as palavras tiraram. Às vezes sequer o silencio é a melhor resposta. O choro talvez mostre-nos a fraqueza ou a falta de resposta ou a dor causada assim como a dor sentida. O sentir de cada ser humano esconde talvez uma dor diferenciada e sofrida. Ela pode estar expressa em um sorriso, um olhar, uma lágrima, uma fuga, uma enfermidade. Mas, todas as dores de certa forma são expressas. Mas talvez a menos aliviada é a que atinge o coração. Essa requer tempo e substituição. Essa precisa de antídotos advindos às vezes de seres humanos que não estão nem aí pra você. Daí a necessidade óbvia de ser feliz independente de outra pessoa. Na realidade, o que se vê por aí, é uma inesgotável fonte de pessoas que querem a todo custo um mínimo de atenção. É aí que a coisa pega... A carência está tão grande que quando essa atenção é dada, tudo pode se transformar. Resta-nos então torcer para ser mudanças para o bem. Têm que ser mudanças que não machuquem as pessoas... Muito menos as que amamos. Muito menos a nos mesmos. A vida exige um pouco de cada um. Faça da sua a melhor possível para não ser tão exigido. E, de preferência, construa o seu mundo e só plante o que faz bem à você e às pessoas. Do contrário, tudo o que estiver te compondo e arrodeando estarão contaminados pelo mal que há nas coisas e nas pessoas. Não pense que só você esteja sofrendo... Tantos outros sofrem iguais ou mais que você. Então, pare de culpar o mundo pelo seu sofrimento. Ele é o preço de algo que você erradamente fez. Somos errantes durante o percorrer da vida. Cabe a nós, dosar o quanto devemos e temos condições de pagar. Quanto maior o erro maior o preço. Saiba porém, que se preço baixo ou alto, você é um errante. Felizes o que não têm dívidas com a vida. Resta saber se vivem ou se apenas existem. Às vezes erramos exatamente a procurar por vida... E é nessas procuras que podemos ter achado os sonhos que achávamos ser os melhores para realizarmos. Ledo engano... Geralmente são engôdos para que a nossa vida vire 360°, para pior infelizmente. Mas... Fazer o quê? Uma fez cometidos os nossos erros, devemos esperar pelos preços que vamos pagar por todos eles. Resta então trilharmos por um caminho cheios de curvas onde o mistério à seguir pode chagar à você de uma forma linda ou exatamente ao contrário. Esteja preparado. Esteja totalmente preparado. E, se você foi o injustiçado, não queira ainda assim dar uma de vítima. Com certeza você também tem um erro a pagar, daí o seu castigo. Entendeu? Isso. Assume seus erros, levante a cabeça e prepare-se para o pagamento. Tudo de bom pra você.

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: SYGB (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.