Paralerepensar - Texto

Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

 
Erótico
 
sensações embaixo da saia
Por: Celso Roberto Nadilo

Vejo o vento que da esperança...
E espero sonhar dentro da voracidade,
O caos que evoluiu, bem do nada...
Paro e observo que mundo ausente...
Sendo singular. Desertos de minha vida.
Espelhos de mares revoltos de emoções
Entre paradigmas da vida, olho perdidamente...
Para que compreende los pois o nada...
Pode representar um sentimento, unicamente...
Um parte da história que busca num...
Lugar obscuro, benevolente até que querer...
Nunca existiu uma pequena chance apenas
O espaço de um espírito vagante e solitário.
De um mundo inexistente para o devaneio...
Era uma espécie de doce ilusão.
Amargo vestígios para onde deixou cair
Sobretudo nas profundezas...
Caindo sobriedade... Basta um gole.
De uma esperança espirito perdido...
De repente tudo ao longo parece ser melhor.
Ou pior ainda distante nas profundezas a deixo para que o esquecimento... Atreva se...
Dar um partido de mundo ausente...
De sorrisos e sofrimento e o diga a deferir...
Vasto indigno momento para que sorrir...
Apenas deixo ir...
Me abstenho-me passivamente...
Pois nada tem tal valor... Sou vazio
Depois de um vendaval... Vamos ser amigos?
Olho para quilo com ar perplexo. Mórbido...
Vejo-me passivamente entre dois mundos...
Desconhecidos, mas derradeiro de um terror...
Semi igual na clareza que vejo-me num espelho...
Em uma fase que tudo parece ter espinhos...
Num mundo ausente de tudo,
Representações, facetas diferenciadas,
Mentiras, para o qual não me importo.
Olhos e bocas... Mero intuito da poeira.
Que contrasta com riqueza mera pobreza...
Enquanto pensamentos são um mundo...
Paradigma da vida reproduzir apenas
Somente um vulto da natureza...
Tornou-se fardo tardio para estante
Em que tudo não tem significado...
Palavras que exprime se e tornou-se
Fumaça ou meramente um sonho que...
Nunca foi ou aconteceu pois nunca sonhei
Diante um grande parte do pesadelo...
Emergi num poço de ansiedade... Até...
Claramente julguei amar o desconhecida...
Até representar tudo que sou... Para o nada...
Caminhei simplesmente todo amor acabou...
Mergulhando em meus pensamentos...
Deixe tudo porque sois meu amor...
Rir talvez da faceta que o mundo te representa...
Para um todo sou nada de repente o passado.
Fasto me passivamente ou pior ainda nunca foi...
Um ato de amor ou de simplesmente de terror...
Compreensão foge a meus olhos pois sou cego...
Para momento que ver e ouvir as coisas...
A escuridão de suas almas a redenção fria
E escura para não a paixão...
Apenas uma prisão de emoções...
No qual não há grades ou arrependimento...
Desprezo afamado talvez que se dilui...
Em cada momento o verdadeiro motivo
Feroz desapego ai indiferença abrupta.
Então percebo que nada pode ser real.
Num mundo ausente de desilusão...
Passo ver tudo como interface...
Máscaras de beleza e de sentimentos belos...
Mundo de dor e sofrimento o inferno
Parece convidativo pois no céus demônios são... sonhos de muitas vidas...
São anjos caídos pela vaidade e o amor.
cujo sentimento passado transgride o coração...
Para aqueles moribundos que ainda a esperança... denoto um parte de mim.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ObgX (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.