A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Agenivaldo Almeida Silva
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poesia
 
Duas Bocas
Por: Agenivaldo Almeida Silva

Duas bocas diferentes
Que parecem iguais
Mas na verdade são,
Duas bocas querendo mais
São duas bocas diferentes,
Mas desejando ardentemente
Serem iguais,
Uma beijando a outra,
Sentindo serem iguais
Duas bocas se beijando,
Se amando e querendo mais,
Beijos doces... Beijos ardentes,
Beijo de carinho, beijo de amor.
Beijos de desejos, beijos de segredos,
Duas bocas cada vez mais querendo sempre mais.
Beijos loucos e desvairados,
Silenciosos e demorados,
Mordidas nos lábios,
Com carinho faz o beijo devagarinho,
Com ternura o beijo da loucura,
De duas bocas que se beliscam,
Se amando nestas loucuras
Beijos de duas bocas,
Que se querem e se desejam
Que se mordem e se querem,
Duas bocas diferentes
Que parecem iguais
Mas na verdade são,
Duas bocas querendo sempre mais.

Fim

 Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: PSVH (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.