A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Crônica
 
O parque, as crianças, a paz e o medo
Por: Marlene A. Torrigo

As duas grandes guerras mundiais mudaram a história das civilizações. Somadas as guerras a outros genocídios, o século XX é campeão em catástrofes e mortandade. Infelizmente os homens, devido o seu estado algo primitivo, são grandes armadores de confusão. E confusão não falta no Brasil.
Por esses dias eu pensei em redigir uma boa crônica sobre a corrupção brasileira, mas ponderei que escritores graduados fazem isso às centenas na mídia. Decidi escrever sobre temas amenos, contudo, em uma dessas manhãs quaisquer, eu estava fazendo caminhada no bosque da minha cidade e ao passar pelo parquinho das crianças, sentei-me em um tronco de árvore para apreciar o movimento ouvindo música no celular. Crianças brincavam nos brinquedos e pais prudentes as cuidavam. Paz! Era paz que ali reinava.
Descontraí, mas de repente pensei que o Brasil com sua política conturbada pode dar cabo da nossa paz. Isso sempre acontece por aí, no mundo. Afinal, eclodir uma revolução, uma guerrilha, não é um pesadelo tão distante assim.
A conduta da política brasileira fervilha de ódio nos corações. Desordem é a palavra de ordem. Quase todos os líderes políticos do Brasil optaram pela corrupção. Quanto a nós, pobres plebeus, permitir que uma minoria roube-nos somas incalculáveis com seus golpes e patifarias, tirando-nos privilégios, isso é de... Sim, permitimos, afinal somos nós que os elegemos, somos nós que enriquecemos “celebridades” de talento duvidoso, somos nós que enriquecemos trapaceiros religiosos, somos nós que com nosso “jeitinho brasileiro”... Ou não? Certo, há quem diga que não faz nada disso, mas... NÃO FAZ MESMO?
Pondere-se que a vida está difícil para todos os brasileiros. O jeito será seguirmos, cada qual resolvendo as suas questões - tantos encargos injustos a pagar, não é mesmo?
Mesmo com tantos conflitos sociais AINDA usufruímos de momentos de descontração, de brincadeiras lúdicas, de riso fácil, diferente de outros países onde conflitos armados causam medo, dor, fome, destruição, morte, sendo as crianças as suas maiores vítimas.
Fechando o texto, lembremo-nos que apesar de todo o horror que aquele monstro pavoroso, Hitler, infligiu aos judeus - também aos opositores políticos, ciganos, Testemunhas de Jeová e homossexuais -, o mundo respirou bem melhor sem ele. Sendo assim, poderemos respirar melhor se nas próximas eleições tomarmos como lições os golpes sobre golpes que estamos sofrendo agora, os quais persistindo podem mudar tristemente a história do Brasil para pior. Infelizmente, nesses tempos conturbados, não há margens para o otimismo.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: LKeA (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.