Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Crônica
 
A Auto-imagem
Por: Dirceu Kommers

“Nenhum retiro é tão repousante para o homem quanto sua própria alma. Oferece pois a ti mesmo, constantemente, este retiro, e renova-te aí.”

A auto-imagem é a chave da personalidade e do comportamento humano. Mudemos, pois, a auto-imagem e mudaremos a personalidade e o comportamento. A constatação de que existe a Imagem de que fazemos de nós próprios é um dos meios para a compreensão do nosso comportamento. A mudança da auto-imagem é a mudança da nossa própria vida, pois parte da constatação de que a libertação da personalidade é que acaba sendo a chave para a libertação de cada um, e tem que partir, antes de mais nada, de um conhecimento do que somos e de nossas imperfeições justamente para que elas possas ser superadas.. Superá-las, vencê-las equivale a nos libertarmos de toda uma gama de obstáculos que entrava o pleno desenvolvimento de nossa personalidade. E uma personalidade que não se liberta, que não se afirma, está condenada a estagnação, ao retrocesso e ao desequilíbrio no mundo cheio de desafios e de competições cada vez mais acirradas neste nosso século. Esta, portanto seria a “psicologia da auto-imagem” (a imagem mental que cada um faz de sim mesmo ) e como fazê-la sua grande aliada na vida. Ela mostra que há em você um “mecanismo automático de sucesso”,que funciona assim: Você estabelece seus objetivos – “ele” o guiará na direção deles, de maneira automática, permanente e constante. As mudanças que isso operará em você em suas aptidões, sua saúde, seu bem-estar, são surpreendentes. Em suma, você começa realmente a viver na certeza que seu “mecanismo automático de atingir objetivos”, funciona sem descanso, suave e eficientemente, guiando-o na direção certa; seja qual for seu campo de atuação, seja qual for seu objetivo.

“A verdade está onde a encontramos.”

-Sempre imaginei que se deve ir onde for necessário para encontrar a verdade!!!
Imaginemos a cirurgia plástica: -Ela aí está para embelezar rostos, e ou, mudar imagens que são ou nos parecem “feias”.
Imaginemos agora que a personalidade tivesse um rosto. Este “rosto da personalidade”, não físico, parece ser de fato, o verdadeiro “caminho” para a mudança da personalidade.
Se “ele” permanecer com marcas, cicatrizes, desfigurado, “feio”, ou inferior; a própria pessoa (penso), passa a agir de maneira correspondente, independente das mudanças havidas em sua aparência física. Se este “rosto de personalidade” fosse reconstruído, então a própria pessoa mudaria, mesmo sem a cirurgia plástica. Logo, a auto-imagem, ou o “retrato” que cada qual faz de si mesmo, é a verdadeira possibilidade de reinício, de reestruturação e de reconstrução para a sua reestruturação, sua aceitação pessoal suas transformações emocionais e comportamentais. Nesse momento começa sua felicidade ou infelicidade, tendo-se que todas as nossas ações, sentimentos, comportamento – até nossas aptidões – são sempre coerentes com nossa auto-imagem. Enfim; você agirá como a pessoa que julga ser. E não só isso, como você também, literalmente, “não pode” agir de outra maneira, apesar de todos os seus esforços conscientes ou de sua força de vontade. Isto porque, um indivíduo do tipo derrotado sempre agirá e sempre achará um meio de fracassar.
Apesar de todas as suas “boas intenções”, a pessoa que se julga vítima de injustiça, alguém “cujo destino é sofrer”, encontrará, invariavelmente as circunstâncias que confirmarão suas opiniões. A auto-imagem pode ser modificada.

Pense: “ É insensato pôr remendo em roupa velha.”

Logo, o “pensamento positivo” não pode ser usado eficazmente como remendo ou muleta da mesma auto-imagem (antiga). Ainda, nesses termos é pouco provável que consigamos pensar positivamente sobre uma determinada situação enquanto mantivermos um conceito negativo sobre nós mesmos.
Para nosso crescimento e realização , devemos exercer controle, “policiamento” severo e austero sobre os mecanismos internos de destruição e deixar florescer o mecanismo interno de preservação e auto-realização. Policiemos os sentimentos negativos, principalmente os envoltos em “auréola pseudo-romântica” como a auto-piedade. Esta é extremamente prejudicial à nossa formação ou idéias de transformação a que eventualmente nos propusermos. Ela alimenta nossa psiquê, com idéias derrotistas, fatalistas, do tipo que nos enclausuram, nos fazem chorosos, tristes, solitários, melancólicos e com evolução rápida à relevantes quadros depressivos.
Pense: -Você é único no Universo, ninguém é igual a você!
Não existe outra impressão digital igual a sua. Deixe-a pois, firmemente incrustada em tudo que tocares com os olhos brilhantes dos vencedores, com a cabeça ereta dos fortes e com a dignidade dos probos.

(Dirceu Kommers)

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: FLHA (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.