Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Conto
 
RIMAS DIVERSAS
Por: ANTONIO PAIVA RODRIGUES

RIMAS DIVERSAS

Deus revigora a semente, à sua imagem Divina não falou tão somente quando o trabalho termina. Numa palestra serena, falei com muito cuidado. Desengano me destreina, de amado fico abalado. Paulo, rapaz elegante, casou-se com moça linda; que sonhava com diamante no vil metal o amor se finda. Saudade, tanta saudade!... Leva nas provas da vida, como dói a tempestade em tempo de despedida!...

Quem busca festas e balas, no destaque do próprio nome lembra a aranha: tece e teia, a teia em que se consome. Grande amigo oferece um licor de tangerina digo beber adoece destrói minha disciplina. Jesus é meu grande Rei Amado Mestre, divino com seu poder vencerei de homem viras menino. Lendo livros, e revistas, guardo tudo na cabeça, se decorar não desditas nem permita que careça.
Estas trovas que escreves são de amor e de saudade, lembram rosas que me serves no jardim da caridade.

Primavera de paixões de belos jardins fagueiros, flores movem corações dos simples aos altaneiros. Sinto perfume de rosas na primavera de Jesus flores lindas e bem viçosas num belo corpo eu pus. No homem grande carisma, na mulher pura beleza, no macho um imenso prisma na fêmea tem singeleza. Destros caminhos risonhos sem ásperas rebeldias reluzem os olhos tristonhos ao som das lindas poesias incontidas.

Singrando os verdes mares alço velas de um sonho, num veleiro de verdades a sonhar eu me proponho. Eu descrevo meu amor num belo azul celeste na beleza multicor de um carisma que reveste! Um barco azul navega nas ondas do mar revolto ao sibilo de uma refrega livre, leve, quase solto! Na minha vida o natal cercado de muita luz roga a voz celestial no semblante de Jesus, na visão belas promessas, na mente meigas saudades, aos ouvidos me confessas sonhos são puras verdades.

A noite fria reluz uma lua cheia de encanto, não me espanto, pois foi nesta noite, que encontrei o amor da minha vida. Uma linda mulher de belo coração, de encanto, de esplendor que transformou a manhã de muita luz e, onde esmaecei o meu pranto. Deslustrar, desmaiar, desbotar, descolorir faz o mesmo papel, tem o mesmo significado, no entanto, posso dizer que estou apaixonado e deslumbrado de sensações que ardem no peito em forma de normalidades.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: PfaV (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.