A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Poema
 
O CHORO DO MENDIGO
Por: Erasmo Manuel Vaz Contreiras


Preciso de pão para comer
E de um emprego para trabalhar
Preciso de um abrigo para viver
E de oportunidades para sobreviver

Meu irmão
Meu amigo
Meu pai ou tio
Seja lá o que fores…

O que preciso, tu podes me dar
Mas por orgulho, tu vais deitar

Se me levares para passear ou vaguear
O seu dinheiro, tu vais gastar
E se alguém te vier buscar
Tu vais, para depois chorar

Aiuééé.
Grito eu agora
Aiuééé.
Gritas tu lá fora

Mas algum dia tudo vai mudar
Se hoje eu choro, as lágrimas vão cessar
Se amanhã tu chorares, eu te vou ajudar
Porque sei que também vou mudar

Preciso de dinheiro, para o pão em casa

Mas lá…
Aqui…
Seja lá aonde for
Uma cerveja,tu me darás

Quando preciso de boleia para ir a escola
É aí mesmo que me descolas

Mas para ir a discoteca
Tu me pegas e me levas

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: aTUH (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.