A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Erasmo Manuel Vaz Contreiras
•Publicações
•Perfil
•Comente este texto
 
Poema
 
A VOZ DO VENTO
Por: Erasmo Manuel Vaz Contreiras


Autor: Erasmo Manuel Vaz Contreiras

Ouve um tempo
Que naquele momento
De muito longe…
Ouvia-se uma voz
E o mais velho dizia
“A voz do vento”

O vento naquele tempo
Soprava um momento oculto
E na voz do vento
Estava assentado um canto no canto

Canto de lamento
Canto de tormento
Canto da esquina direita do tempo
Canto de grito do aflito
Canto da índole que a todos fazia espécie

O vento naquele momento
Cantava para uma flor de cacto
Um lindo canto de encanto

O vento naquele momento
Lamentava em tormento
Por uma vida áspera e insódita

O vento naquele momento
Gritava socorro
Diante de uma multidão
Surda e muda

O vento naquele momento
Deixou de soprar
E começou a amar
Foi ali que descobri a voz do vento
E também deixei de amar

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: VWdL (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.