Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Crônica
 
Sobre Filosofia e Sociologia
Por: Marlene A. Torrigo

(Este é um trecho entrecortado do meu livro - em revisão para publicação - “Senhor de Valença: a anatomia da loucura")

“Malba Tahan ainda recorda do seu primeiro dia de aula de Sociologia com o Dr. Cândido. O que é necessário para ser-se um bom sociólogo? — perguntara o mestre.
Cada aluno fora inquirido a dar uma resposta plausível. Por fim os pareceres foram avaliados pelo mestre.

— Bom, muito bom. Todas as respostas foram corretas. Houve quem fez referências a Confúcio, à Tomás de Aquino, à Mark Twain, Sócrates, Maquiável, Khalil Gibran Rosseau, London, Aldous Huxley, Sartre, Platão, Freud, Shakespeare... Bom, muito bom mesmo. Isso demonstra o quanto os senhores buscam em boa leitura substanciar aquilo que se propuseram a ser; excelentes sociólogos. Mas, esclareçamos algumas dúvidas. Saibamos diferenciar o filósofo do sociólogo. O filósofo, filosofa, claro. O sociólogo então, socializa. Melhor explicando, o filósofo dita os princípios éticos e morais em prol das relações e organizações humanas e o sociólogo tem que agir na busca de soluções harmoniosas, tendentes à paz, lançando mãos de estudos filosóficos, políticos, antropológicos, históricos, etc, reestruturando-os, adaptando-os à realidade social. Porém, um sociólogo não pode imbuir-se de pré-conceitos e explicações aparentemente óbvias. Precisam isto sim, de teorias, pesquisas e estudos de todas as áreas para tornar possível a compreensão dos povos. Fiz-me entender?... Tantos pareceres inteligentes tomaram metade da nossa aula, mas ninguém respondeu à minha pergunta com menos de dez palavras, de cinco. Eu vou respondê-la com apenas duas e lhes asseguro que nelas estão condensadas todas as idéias e ideais que os conduzirão após receberem o tão ambicionado canudo. Eis a sucinta resposta, dois pontos: ser sociável!

O professor parou passando em revista a classe atarantada, com seu olhar incontestável de sábio das nações, de homem que viveu muitas vidas, de homem imortal. E ele continuou abismando os seus pupilos.

— Posso trocar ser sociável por ser humano, ou por ser tolerante, ou por ser amigo, ou por ser sensato. Ser, sempre ser uma boa alma. Quem poderá socializar, interagir, compartilhar, escondendo-se, cruzando os braços, fugindo aos problemas, casmurro, insociável, selvagem? Asseguro que ninguém. Há indivíduos que fingem ser sociáveis, alguns muito bem. Propõem-se até em entender aquilo que detestam, talvez por ingenuidade ou burrice e quem sabe pretendendo destaque. Já ouviram falar de um homem chamado Hitler? Pois bem, homens assim não aprenderam a interagir para ajudar o mundo, estabilizá-lo leve e solto, fazendo das tripas coração para deambular nos caminhos dos que se esforçam em preservar a nossa frágil espécie, a única que o mundo não sentirá falta se formos exterminados. A coexistência humana, a harmonia entre pessoas de diferentes personalidades é difícil sim, mas é possível. O objetivo de se viver bem em sociedade é caracterizado pela paixão humana. Respeitar raças, credos, opiniões. Vale dizer que respeito total não significa respeitar a maldade latente do coração. Temos que evitar que a maldade ganhe mundo, pois ela limita a nossa vida. Ajamos e interajamos com toda honestidade possível e impossível, mas não permitamos que os maldosos, os desonestos, os canalhas da vida, subjuguem-nos. Um sociólogo antes de tudo tem que ser sociável, claro. Estar aberto às causas e situações. Uma pessoa narcisista, exibicionista, egocêntrica, não poderá ajudar ninguém e nem a si próprio. Primeiro ajude-se a si para que possa ajudar outras pessoas. Um profissional desajustado está fadado à inoperância criativa. Aqui, nesta classe, eu quero formar sociólogos e não ditadores. O mundo não precisa de pequenos ou grandes ditadores. Já os temos em demasia. Por causa deles chafurdamos no caos social. Canalhas? Já os temos aos milhares. Eles pululam na terra como pragas impossíveis de disseminar. Líderes que um dia foram bebês fofinhos estão ávidos para disparar torpedos em nossa direção. Portanto, conectem-se ao amor, à paz, à tolerância, à crença no positivismo das ações... Amar ao próximo como a si mesmo pode soar como metáfora se não estudarmos a filosofia cristã. Que interessante, vocês não mencionaram Jesus Cristo no início da nossa aula. Sinceramente, excetuando-se as lendas que envolvem a vida de Jesus, eu o considero o melhor filósofo que na Terra pisou. Foi uma pena terem assassinado um líder tão sábio em idade precoce. Fico imaginando quantas mensagens harmoniosas mais ele nos teria deixado se tivesse tido direito a um vida longa. Mataram Jesus! O ódio, a invídia, a intolerância o matou. Que grande perda! Bárbaros o mataram, e mataram Mahamta Ghandi, e mataram Tiradentes, e mataram Abraham Lincoln, e mataram Martin Luther King, e mataram Dian Forsey, e mataram Chico Mendes, e mataram, mataram, mataram, como matam a todos aqueles que ousam interpor-se entre os seus sonhos transtornáveis de grandeza e cobiça. Bárbaros, cuja cupidez é insubornável. Cristalizem então os seus horizontes para compreender as difíceis relações humanas, refutem pensamentos anacrônicos, iniciem e terminem com sabedoria. O indivíduo pensante é melhor coisa que existe sob o sol, embora persista ele na construção de uma Torre de Babel na cabeça. Para sobreviver, o homem precisa interagir com o objetivo único de melhorar o mundo em que vivemos. Agir e interagir com decoro, hombridade, dignidade.”

* Texto protegido por direitos autorais.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: MLRB (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.