Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Crônica
 
Corrupção? Sejamos honestos?
Por: Marlene A. Torrigo

Se o homem falhar em conciliar a justiça e a liberdade, então falha em tudo. (Albert Camus)

O texto aspado é de autoria do professor Leandro Karnal e reflete bem aquilo que todos nós sabemos: que a corrupção está em toda parte. Inacreditavelmente, eu vejo pessoas referindo-se à honradez, mas cujo prazer na sua existência é lesar, descaradamente!
E, como diz o professor, a corrupção continua... A corrupção continua quando alguém recorre ao plágio; a corrupção continua quando escolhemos um produto no mercado com um valor e no caixa, como num passe de mágica, esse valor aumenta; a corrupção continua quando um funcionário público torna-se fantasma; a corrupção continua quando se varre toda a sujeira para debaixo do tapete; a corrupção continua quando o lavrador, o agricultor ou o criador, usam de artifícios escusos a fim de valorizar os seus produtos; a corrupção continua através do intermediário e do fiscal desonestos; a corrupção continua na balança calibrada sempre para menos; a corrupção continua, ela sempre continua.
A corrupção está nas pequenas e grandes ações sistêmicas. Cabe a cada um de nós nos policiar para que não sejamos engolidos pelo verme da canalhice. O homem carrega um grave defeito de fabricação, uma falha da criação que está alojada no seu caráter. Temos o dever de sermos incorruptíveis, temos o dever de ensinar o valor da honra aos meninos e meninas, temos porque temos de melhorar como pessoas humanas. O planeta implora que saibamos semear e colher flores e frutos com consciência e fraternidade.
Demais, diferente do professor que diz que se a corrupção fosse unicamente de um grupo ele rejeitaria Hamlet e adotaria Paulo Coelho, eu também rejeitaria Hamlet, mas adotaria, especialmente, Padre Marcelo e/ou análogos.

O CULTO DA CORRUPÇÃO ISOLADA
“As pessoas felizes no Brasil seriam aquelas que acreditam profundamente - muitas pessoas acreditam - que a corrupção está a cargo de um partido. As pessoas que acham que a corrupção está a cargo de um partido e que bastaria tirar esse partido do poder, para que o reino da justiça e da igualdade se instalasse no país são muito felizes. São pessoas que substituíram cultos como o do Papai Noel e do coelhinho, pelo culto da corrupção isolada.
Quando eu digo isso, não estou dizendo que um ou outro partido não seja notável pela corrupção. Estou dizendo aquilo que venho dizendo seguidas vezes, em muitas manifestações - na televisão ou em textos - que a corrupção que Hamlet nota começa no leito de sua mãe na Dinamarca – a microfísica do poder. A corrupção começa no andar pelo acostamento. A corrupção começa com o recibo de dentista comprado para entregar ao imposto de renda. A corrupção continua no atestado médico falso entregue pelo pai para justificar o filho que apenas vagabundeou para a prova. A corrupção continua com o colega que, na aula de “Ética Política e Filosofia”, assina a lista pelo colega estudando Espinoza e a sua ética.
A corrupção continua em todos os lugares e, apenas numa ponta do iceberg – como último elemento da corrupção – ela chega a um partido, a um governo e a um poder. Se a corrupção fosse de um grupo eu seria uma pessoa profundamente feliz. Rejeitaria Hamlet, adotaria Paulo Coelho. Seria uma pessoa absolutamente tranquila, porque a partir desse momento, eu teria consciência de que eliminando aquelas pessoas - que são do mal - eu estaria livre.“
(Leandro Karnal / historiador brasileiro, professor da Unicamp de História da América.)

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: NTIc (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.