Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Crônica
 
APAGÃO INSTITUCIONAL
Por: Afonso e Silva

Se nós, brasileiras e brasileiros, continuarmos à margem das manobras que ocorrem diuturnamente nos porões de Brasília; se apenas nos indignarmos ao assistir passivamente a covardia que os políticos estão a fazer com os trabalhadores, ao destruir todas as conquistas sociais conseguidas com muita luta ao longo de décadas; se apenas ficarmos a observar as malas indo e vindo enquanto os ladrões continuam a saquear a embarcação à deriva, deixando milhares de pobres morrendo afogados ao longo do trajeto; se de uma forma ou de outra não reagirmos contra a dilapidação do patrimônio nacional, construído a um custo elevadíssimo, em detrimento de investimentos nas áreas sociais, realmente NÃO TEMOS FUTURO.

Se não dermos um basta nesse congresso composto por maioria corrupta, covarde, imoral, sem vergonha, abjeta. Parlamentares sem valor, mas de preço bilionário. É, aliás, a mercadoria mais cara e nojenta que o Brasil produz desde o império. Pessoa que faz de tudo para se manter no podre poder. Se não dermos um jeito de varrer do setor público esses ladrões, nada irá mudar.

Se continuarmos a votar sem conhecer a ideologia do partido que o candidato está vinculado; votar em pessoas que não é do nosso convívio e que só vemos na televisão; ou porque recebeu um abraço ou um tapinha nas costas; votar por conta da beleza física do candidato; porque “asfaltou a minha rua”; “levou minha vizinha ao hospital”; “arranjou emprego para meu filho”; “construiu a ponte”, não sairemos do lugar. Continuaremos a perpetuar as mesmas famílias no comando e fazendo tudo do mesmo jeito: roubando, traficando, matando...

Se não reagirmos contra esses promotores parciais que suas flechadas só atingem políticos que estão ao lado do povo; contra esse judiciário que tem lado, que omite quando precisa agir, mas quando age é exclusivamente para atender aos interesses burgueses. Um judiciário onde há juiz que, durante o dia negocia habeas corpus e à noite vai ao encontro dos larápios de grosso calibre para vender informações privilegiadas sobre as falhas das leis que poderão beneficiá-los. Ao mesmo tempo, trama manobras internas para que o processo recaia para sua relatoria. O resultado disso, todos já sabemos! Vejam os casos de Daniel Dantas, Eduardo Azeredo, Aécio Neves, Alckmin, José Serra, FHC, Sarney...

Se, por um lado, mantivermos calados ao assistir a voracidade com que os ladrões saqueiam o país, entregando todo o patrimônio que o povo construiu a troco da secular, perversa e crescente injustiça social, e, por outro, continuar esse nítido e indubitável vazio institucional que o país mergulha, o pior está por vir. Das duas uma: ou o povo reage e assume o papel de protagonista de sua História ou voltaremos às trevas de 1964. No mar de lamas que o país encontra-se mergulhado, é muito provável que a injuriosa, irresponsável e nefasta intervenção militar, recentemente proposta pelo general gaúcho Antonio Hamilton Mourão, no último dia 15, irá encontrar eco e apoio de milhões de brasileiros, incautos e que nada conhece de Brasil. Pior: nem executivo, nem legislativo, nem judiciário e, nem mesmo as forças armadas manifestaram a respeito.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: KPLd (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.