A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Sonetos
 
confesso-me...
Por: Natalia

confesso-me... nestas linhas ardentes
nosso amor não cristalizou pouco a pouco
prende-me a ti julgando ser amor q'sentes
é na volúpia da m' paixão que ficas louco...


no momento vi em ti homem enamorado
candidamente me entreguei e sem receio
- logo ali nosso amor julguei eternizado
doce o morrer de desejo que em ti ateio.


mas, meu coração é flor que já definha
esqueço até de mim, teu amor é sina minha
como o sol que traz ao meu dia claridade...


resta o cofre das cartas d' amor guardadas
com promessas e juras por ti inventadas
que são o riso e o pranto da minha saudade.


natalia nuno

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ZACa (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.