Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Crônica
 
Discurso: prática social
Por: Marlene A. Torrigo

Discurso é um conjunto de conceitos sobre um determinado tema, seja escrito ou improvisado, a fim de argumentar, demonstrar ou persuadir. A oratória tem como objetivo principal influir no raciocínio, emoções e sentimentos dos ouvintes ou leitores.
O discurso como técnica de pensamento surgiu por volta de 2500 anos atrás. Aristóteles, filósofo grego, foi o primeiro pensador que estudou a técnica discursiva. Alexandre o Grande, seu pupilo, através de discursos brilhantes inspirou patriotismo em seus soldados, persuadindo-os a vencer ou vencer, encorajando-os a transpor obstáculos intransponíveis. Construiu assim, um dos maiores impérios da história. Julio César, líder militar e político romano, foi um orador talentoso. Tornou-se mestre em competência e controle rápido de crises através de discursos sábios e flamejantes.
Grandes personalidades da história da humanidade, e até mesmo ditadores, foram líderes carismáticos que através de uma retórica eloqüente arrebataram milhares de seguidores.
Especialistas em discursos asseguram que a melhor explanação é aquela que foca diretamente no objetivo do tema. Discurso prolixo, aquele em que seu orador pinta, borda e floreia as orações, pode resultar em retórica enfadonha. Há ouvintes que cochilam durante falas longas demais. Um discurso bem elaborado, sem certos ares de narcisismo do orador enrustidos no contexto, este sim, satisfaz ouvidos exigentes.
E em se tratando do mais conciso e belo discurso de todos os tempos, eleito pelos cristãos, temos o Sermão da Montanha, em que Jesus Cristo discorreu sobre as beatitudes:

"Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;
Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;
Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa”

Quando pondero a respeito dos mais célebres explanações, dentre todas eu me lembro a de Luther King em Eu Tenho um Sonho, a de Charles Chaplin no filme O Grande Ditador e a de Severn Cullis Suzuki, a menina de 12 anos, que na Rio 92 dissertou sobre o meio ambiente para delegados e chefes de Estado.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: aGaW (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.