Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Poema
 
floriram palavras na palavra...
Por: Natalia

Este poema carrega a saudade

Adormece e acorda comigo

É um vento forte que corre na tarde

E p'la noite é insónia ou castigo.

Este poema é um regato alegre a serpentear

É uma seara de trigo a crescer

É a saudade que me faz lembrar

O cheiro dos laranjais a florescer.



Este poema sou eu às árvores trepando

Sou eu menina descalça vadia

Que corre na carroça do tempo, levando

Cabelos ao vento, barriga vazia.

Este poema onde me fico a relembrar

Os caminhos e os sonhos que eu desafiei

Volta que volta à minha volta a girar

Poema da minha alma que não calarei.



Poema que sinto que me persegue

Me corre nas veias e a palavra abraça

Poema que quer que à saudade me entregue

Um cântico, um grito. um amor que não passa.

Lembranças, anseios tudo ele tem

Poema do querer que sinto de lhe querer bem.





natalia nuno

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: PadD (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.