Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Conto
 
UM DIA DE AMOR NA PRAIA
Por: ANTONIO PAIVA RODRIGUES

UM DIA DE AMOR NA PRAIA

Num dia de sol maravilhoso, brilhante, majestoso e caloroso. Uma ventania transmitia ensejos de um dia belo de sutis esperanças lindas mulheres desfilavam exibindo beleza escultural e belas ancas.

O amor é delirante, brilha, sufoca mesmo sem alarde, é uma arte que não se descarta nem cedo, nem tarde. Provocam dores, alegrias, tristezas, mas o afago arde, no fibrilar sem queixumes, do coração indiferente à idade.

Como é salutar encontrar uma mulher inteligente, culta para suplantar as fantasias e dialogar gostoso. Ficamos ali trocando ideias, o tempo passou e não notamos, ela me fitava e eu a olhava com perseveranças.

Um cenário maravilhoso, onde lindas jangadas bailavam em tom jocoso. Águas belas, ondas em profusão, ventos fortes de sons de grandes pujanças. Assim era a psicosfera do lugar onde o mar fazia seu espetáculo buliçoso talvez influenciado pela beleza da mulher que encontrei sem orgulho e vaidade.

O amor é delirante, brilha, sufoca mesmo sem alarde, é uma arte que não se descarta nem cedo, nem tarde. Provocam dores, alegrias, tristezas, mas o afago arde, no fibrilar sem queixumes, do coração indiferente à idade. Amor é dar e receber beijos, carícias e emoções palpitantes, onde dois corpos se unem num só, partilhando amor, carícias em tom de eternas esperanças.

Da retribuição daquela paixão, do amor à primeira vista. Ela cedeu aos meus abraços e nos beijamos com amor virtuoso. No mar, ao sabor das ondas, ao sibilo do vento encontrei o tão almejado amor que veio completar a minha vida tão repleta de nuanças. Esse amor transformou-se em tenaz, forte, interminável, pois a nossa sinergia já estava traçada por um amor caloroso de muita cumplicidade.


ANTONIO PAIVA RODRIGUES

 Comente este texto

 

Comentário ()

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: GeEF (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.