Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Escritor ADhemyr Fortunatto
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Humor
 
JE T’AIME MOI NON PLUS
Por: Escritor ADhemyr Fortunatto

TEXTO PUBLICADO EM NOSSA COLUNA DO JR NOTÍCIAS - SÃO PAULO - SP - janeiro/18

Isso aconteceu num tempo em que o Bodão ainda se apaixonava perdidamente, e eis que nessa paixão quase se perdeu mesmo, não fosse o que restou dela, em termos de arte.

Foi que o Bodão se apaixonou pela Brigitte Bardot, que estava casada com um milionário. E começaram, pois, um namoro. Um dia a Brigitte, toda sensual, pediu:
--- Bodaaãaaooo... faça a mais linda música que já se viu, pra mim!

O Bodão foi pra casa, se esforçou pra dedéu, mas enfim foi aí que surgiu Je t’aime moi non plus. Quando ouviu, ela adorou. Aí ele, que vivia então em Paris, chamou-a para gravar a música, juntos. E assim foi feito. Porém, por motivos até hoje totalmente desencontrados, a música não foi para as rádios, enfim, pra lugar nenhum. Dizem que o empresário da Brigitte achou que tal música, tão erótica, iria pegar mal; estragar a imagem dela. Outros já comentam que ela vetou a música para não perder o casamento. Já há quem diga que o marido dela foi quem proibiu, por sentir no ar um certo cheiro de chifre queimado...

Fato é que a música não saiu dos estúdios até então, e ainda a Brigitte Bardot deu o pé na bunda do Bodão!

Ah, o Bodão então passava noites e dias em seu quarto, cheio de fotos dela, lamentando o fim do namoro e o fato da música não ter saído dos estúdios. Estava na ‘fossa’, como se dizia na época...

Mas eis que certo dia ele conheceu a inglesinha Jane Birkin --- uma beleza! ---, e 18 anos mais nova que ele! Ah, se apaixonou, e aí é que veio a reviravolta! Jane, já atriz e cantora, ao ser convidada pelo Bodão para regravar a música com ele, topou na hora!

E daí aconteceu o que todo mundo já sabe --- Je t’aime moin non plus foi proibida pelo Vaticano, pela Suécia, pelo México, pelo Brasil etc.. E é considerada a música mais romântica e erótica de todos os tempos!

(Fato inspirado e adaptado da história real do compositor e cantor francês Serge Gainsbourg, 02.04.1928/ 02.03.1991).
-------------------------------------------------------------------------
Por Escritor ADhemyr Fortunatto
Autor dos livros: REFLEXÕES DE UM SUJEITO À TOA e AS AVENTURAS DO BODÃO.
Facebook.com/ADhemyr Fortunatto
Blog: adhemyrfortunatto.blogspot.com.br
Contato: adhemyr_fortunato@yahoo.com.br

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: WPGR (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.