Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

Celso Corrêa de Freitas
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Conto
 
AMELINHA DECIDA
Por: Celso Corrêa de Freitas



Quando ela acordou, não estava atrasada, mas precisava apressar-se para chegar no horário lá no espaço Conviver para as aulas de Tai chi chuan e Ioga.

No seu quarto enquanto se arrumava, desviou o olhar para a cama onde parecendo morto estava o seu marido.
Dormia um sono profundo, curando-se da bebedeira do dia anterior.
Chegara em casa tropeçando nos próprios pés, vindo do bar onde com os amigos passavam o tempo a falar daquilo que um dia já lhes dera muitas alegrias, mas que hoje era só decepção, o futebol. Para remediar trocavam entre si, as mesmas piadas de sempre, rodeados por algumas meninas, que entre eles eram chamadas de “novinhas”, cuja única ocupação na vida, era arrumar algum com alguém naquela espelunca que lhe permitisse uns trocados para gastar com o seu parça na biqueira mais próxima.
Lembrou-se de ter dito a ele, quando lhe abriu a porta:
Assim está ficando difícil Fagundes!
A resposta dele veio carregada do odor de cachaça, cigarro e carne de churrasco:
Conversar com os amigos agora é crime Amelinha?
Aquele Amelinha era um cravo de cruz na sua convicção, e ela assumia o que seu marido pensava dela, e no papel de amelinha foi atrás do seu martírio para coloca-lo na cama, depois foi para a sala ver se conseguia dormir. Ele roncava forte irritando-a.
Ela acabou de arrumar-se, e disse para si mesmo antes de sair daquele quarto:
Bom, acredito que esta na hora… de aproveitar e tacar fogo nisso!
FIM

 Comente este texto

 

Comentário ()

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: OJFH (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.