A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

José-Augusto de Carvalho
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poesia
 
O MEU RIMANCEIRO * A estrada
Por: José-Augusto de Carvalho



Quando se nasce, inventa-se uma estrada.
É uma estrada aberta, passo a passo,
mesclada de ansiedade e de cansaço,
que dura enquanto dura a caminhada.

Das flores e gorjeios infantis
à moça idade idílica de enleios
que frustrações, que angústias, que receios
o sol maculam dum devir feliz?

Mais tarde, o céu se nubla e o vento agreste
ensaia a sua dança de procelas.
As portas rangem, rangem as janelas,
de fumo negro a chaminé se veste.

Dezembro traz no manto saturnal
as prendas e as oníricas miragens.
O mito novo traz, noutras roupagens,
a derradeira prenda… a de natal…




José-Augusto de Carvalho
Alentejo, 12 de Maio de 2018.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: aYLB (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.