Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

ANTONIO CARNIATO FILHO
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Sonetos
 
MADRUGADA
Por: ANTONIO CARNIATO FILHO

MADRUGADA
Madrugada chegou, encontrou a rua deserta e quieta,
Encontrou o boêmio, festejando e amando o luar,
Namorando miríades de estrelas, flertando o mar,
Encontrou o orvalho e a poesia romântica do poeta.

Madrugada encontrou as flores vestidas de festa,
O padeiro ganhando o honrado pão de cada dia,
Enquanto o poeta que inspirava a doce poesia,
E os boêmios soturnos ensaiavam linda seresta.

Madrugada chegou, quando a rua deserta brilhou;
Casais de namorados voltavam da festa,
Ouvindo seresta da rua quieta aonde a lei não chegou.

Encontrou o padeiro ganhando o seu suado pão
Namorados apaixonados curtindo a seresta,
Boêmios sonhadores soturnos, abraçados ao violão.

ANTONIO CARNIATO FILHO- 15/05/2018

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: JCdX (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.