Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Crônica
 
Depressão masculina em homens mais velhos
Por: Marlene A. Torrigo

“As pessoas mudam. O amor às vezes dói. Amigos somem. As coisas dão errado. Mas lembre-se: A VIDA CONTINUA!” (Desconhecido)

Homens mais velhos entram em processo da andropausa (menopausa masculina), quando ocorre queda de testosterona, mas eles raramente se dispõem a procurar o médico do homem - o urologista. Procuram-no quando começam a sentir as dores e os desconfortos próprios da idade. Entre 45 e 55 anos os homens sofrem perdas hormonais acentuadas, e seguem anos à frente, perdendo os prazeres da vida. Tornam-se metódicos, ranzinzas, solitários. São males que se dão em todas as classes sociais: seja pobre ou rico, seja operário ou doutor. Mas não é regra geral: esclareça-se que a queda acentuada de hormônios não acontece com todos os homens mais velhos. Há os que chegam à terceira idade muito bem.

Também, embora disfunções da tiroide aconteçam bem mais com as mulheres, homens podem sofrer consequências graves com tais disfunções. Os sinais e sintomas são vários. Dentre eles, fadiga, cansaço excessivo, fraqueza muscular, ganho de peso, desânimo ou humor depressivo.O tratamento é feito com reposição hormonal, aos cuidados de um endocrinologista.

Leve-se em conta que quase todos os programas terapêuticos em prol de amenizar os conflitos mentais são endereçados às mulheres para que se conduzam zen na vida. Para os homens, tais programas são bastante acanhados. Contudo, que saibam eles, que dedicar-se às Artes, aprender um idioma, entregar-se à música, à dança, praticar atividades físicas, passear, viajar, tudo há de ajudá-los a sair do estado de melancolia, infelicidade e depressão.

E por vezes a aposentadoria pode torná-los terrivelmente sedentários, passam a beber mais do que o habitual, aprofundando-se em sofrimento psíquico. Assim, temos um jovem velho troglodita que se recusa a sair da caverna mental, que não comemora datas festivas, que vê a vida sombria e sem sentido. Certos fardos da vida não têm porque carregarmos sozinhos. Buscar a luz no fim do túnel é ascender-se à alegria de viver.

A fim de minimizar o sofrimento masculino, a OMS, deveria dar atenção especial à andropausa, conscientizando e orientando quanto aos cuidados com essa fase, alertando quanto a estatística crescente de suicídio de homens mais velhos, maior que de mulher. Na televisão, programas dando ênfase a esses temas ajudariam sobremodo as famílias.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: QADM (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.