Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Joaquim Saturnino da Silva
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Crônica
 
Nossa terra nosso chão
Por: Joaquim Saturnino da Silva

Nossa terra nosso chão? Não, nossa vítima!
Terra batida, lavada, suada, molhada de lágrimas ou seca pela indiferença humana que a agride de todas as formas que a criatividade negativa possa engendrar. Nasci no sertão onde tudo era diferente. Gente era gente e ninguém ficava só em momentos difíceis. Bons vizinhos e amigos, que criaram mutirões, tanto para o trabalho premente, como para festas quentes de músicas e sentimentos. Não havia desamparo nas tempestades e existia alegria nas soluções coletivas.
Cresci andando descalço no meio do gado, amassando o barro verde de bosta bovina, que não me abalava a saúde, ao contrário, dilatava a funcionalidade das defesas naturais. Havia ar, puro. Água potável em abundância, mas que hoje se extingue em alta velocidade.
Sim, hoje tudo é diferente, tempo em que a solidariedade morre lentamente pelas mãos que seguem tramas sórdidas, com alta tecnologia. Roubos cibernéticos de bens e personalidades.
E para piorar nosso sofrimento, temos um superior tribunal fedorento, cujo odor dos mal feitos ofende a sensibilidade de quem entende o que acontece, de forma que pareça não acontecer. Suprema arte das trapaças elaboradas por mentes tanto eficientes quanto sórdidas. E fica doloroso dar adeus à possibilidade de Justiça em nossa terra.
Está documentado entre as linhas de tantas decisões absurdas: O CRIME COMPENSA. Nosso país não é mais o gigante adormecido, mas em estado de coma profundo, vegetando enquanto o extermínio não se concretiza de vez.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: XHgM (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.