A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Poesia
 
Eu e o silêncio
Por: Fabiana Teixeira

A alma de um poeta
Não se rende, não se revela.
Quando todas as palavras
Já foram ditas,
Os lábios sábios
Nem se quer balbuciam.

Para o amor há um limite
Quando o coração sangra
Marca,
A tolerância acaba.

Tudo é uma questão de transmutação,
Necessária.

Quebro o sonho
Os estilhaços ficam entre os dedos
Um sopro de ternura
Cura.

A memória ilusória
Se dissipa,
E a vida segue o seu
Roteiro sem medo.

Eu e o silêncio
Um entendimento pleno.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: IXUB (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.