A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Crônica
 
treze
Por: Luiz Carlos Morete



TREZE


Descobri que tinha medo de lugares fechados, quando visitei o Parque de Vila Velha, onde rochas esculpidas pelo vento parecem formar figuras de animais. Lugar muito bonito. Foi quando entrei em uma caverna. Dá uma sensação de solidão e impotência perante a natureza que nos deixa atônitos. E olha que era uma caverna com tudo arrumado: para entrar, para sair, iluminação, mas que mesmo assim me deixou incomodado.
Fico pensando comigo: como é que um grupo de crianças e um adulto conseguiram permanecer tanto tempo em uma caverna, totalmente isolados do mundo sem perspectivas de sobrevivência? Eram 13 pessoas e até hoje cedo já haviam sido resgatadas 11. Os que atuaram no resgate forma iluminados por um ser superior, pois é humanamente impossível trabalhar em um ambiente daqueles.
O mundo está respirando aliviado, pois logo mais estarão sendo resgatados os dois últimos sobreviventes daquela que seria uma tragédia para ficar marcada para sempre.
No começo falei do meu sentimento de medo em lugares fechados. Não me vejo em uma situação daquelas.
E para ninguém.

10/07/2018

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ANfO (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.