Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

Walquiria Rocha Machado
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Conto
 
Amor de verão...
Por: Walquiria Rocha Machado

Você se foi, em pequenas partes... cada dia se afastou um pouquinho e eu deixei você se afastar... não tentamos o suficiente, porque sabíamos que este amor era apenas um retalho e não uma peça inteira... foi um romance de verão daqueles que acabam quando a estação acaba, só três meses durou, e se foi com o fim do verão...

Agora chegou o outono, as folhas caem e os momentos de alegria que tive com você, vão ficando cada vez mais distante, as vezes as pessoas entram em nossas vidas em momentos errados, e eu reconheço que entrei na sua exatamente neste momento de uma bagunça interna dentro de você.

Sempre tive a certeza que em breve você e eu estaríamos nos dizendo adeus, eu já esperava por este dia, mas mesmo assim quando o dia chegou, eu senti muito... saí cabisbaixa e tentando me refazer da ausência que sentiria de você, passei dias e semanas tentando me enganar que tudo ficaria bem, mas não ficou...

Tentei te encontrar em outros beijos e em outros abraços, me perdi procurando outro alguém que me olhasse com a sua ternura e me encantasse como você me encantou... mas foi em vão sinto que ninguém mais será como você, e a cada vez que eu sentir um abraço, fecharei os olhos e pensarei no seu... sei que todas as vezes que eu estiver com alguém, me lembrarei de você... dos seus olhos me olhando e das suas mãos afagando os meus cabelos... então terei que calar os meus pensamentos e sufocar o meu coração para seguir em frente.

Vou te guardar na gaveta e trancar com chave tudo o que senti por você, vou colorir os meus dias outra vez, mesmo sem ter o verde dos seus olhos, afinal o céu e o mar são azuis, as nuvens são brancas e as flores tem um infinito de cores que poderão me colorir e me fazer feliz novamente...

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: MKeO (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.