Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

Walquiria Rocha Machado
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Conto
 
É primavera...
Por: Walquiria Rocha Machado

Hoje andando pelas avenidas do meu coração desfilei na ponta dos pés pelos caminhos por onde andei, pensando assim não deixar nenhum rastro... pedi que chovesse para que pudessem apagar qualquer pegada minha que ficasse para trás, mas o frio intenso não deixava a chuva chegar... frio que congelava a alma e tornava os dias tão escuros e assustadores, acho que meu coração estaria bem mais aquecido se não fosse este inverno avassalador congelando tudo e me deixando sem ânimo para enfrentar os dias que se seguem...

Queria ter o seu abraço como cobertor e o seu olhar como faíscas me aquecendo, mas você não estará mais aqui, e nunca mais voltará... agora tenho que enfrentar todos os longos dias que se estenderão pelo inverno afora sozinha...

Sei que depois virá a primavera e sei também que nem o perfume das flores me embriagarão fazendo com que eu esqueça destes dias tão cinzentos que já se passaram, sei que andarei em meio as cores e um sol radiante, mas isso não será o suficiente para alegrar o meu coração tão triste...

Queria poder enfrentar o inverno aquecida por você, e depois andar em meio as flores da primavera fazendo tudo se tornar tão mágico e encantador... talvez ainda lembrarei de você em outras primaveras, talvez eu colha alguma flor apenas para colocar no sepulcro que fiz do meu amor por você, e mesmo havendo respostas todos os dias para esta sua ausência, te confesso: meu coração ainda não se acostumou com ela...

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: YFgD (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.