Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

Walquiria Rocha Machado
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Conto
 
O tempo passou...
Por: Walquiria Rocha Machado

Hoje acordei tentando fazer o meu caminho de volta... a vida passou como um flash em minha frente e eu me senti se desintegrando... Olhei para trás e senti um passado imenso com uma infância turbulenta e cheia de recordações pequenas de momentos felizes e muitas recordações grandes e sofridas da minha mãe para criar todos os filhos sozinha e com tanta dedicação...

Parecia uma cortina imensa de areia que ia se desintegrando a minha frente e eu me assisti em todos aqueles anos e senti um aperto tão grande em não ter sido uma pessoa muito melhor do que fui e um lamento profundo se instalou dentro de mim, retratando coisas ou atitudes que eu poderia ter tomado ou ter feito muito mais e melhor em determinados momentos da minha vida e eu não fiz...

A experiência da vida vai nos ensinando como em uma grande escola da qual eu sinto que fui melhorando de nota cada vez mais... sinto que ao passar de tantos anos eu me formei em gentilezas, em amor, em compreensão, em aceitação do outro como ele é, e sigo na íntegra dois mandamentos únicos ,"Amar ao teu próximo como a ti mesmo" e " Não faça com o outro o que não queres que façam com você" e assim sigo feliz...

Queria ter sido a melhor filha do mundo, queria ter sido a melhor irmã, a melhor amiga, a melhor sobrinha a melhor prima, a melhor vizinha... queria ter passado por todos aqueles caminhos que passei, deixando um vazio de saudades nas pessoas que me rodeavam e que fizeram parte de toda a minha caminhada na infância, na juventude, e quando mais adulta cheia de planos e sonhos...

Depois que me casei, tive vizinhos em diversos lugares que morei, mas apenas duas amigas vizinhas ficaram morando em meu coração e não saíram mais... e duas amigas de juventude que também moram definitivamente dentro de mim. A gente até se fala muito raramente e de vez em quando, mas sabemos que se um dia precisarmos por qualquer motivo, a gente atravessa o planeta para se ajudar, disso temos certeza!!! Outras tantas pessoas passaram por mim e eu por elas , sem nenhum laço maior afetivo, mesmo assim as vezes me lembro delas e tenho saudades...

Enfrentei tantos problemas diariamente e passei por tantas aventuras e desventuras, que a vida passou como num suspiro, e eu tenho apenas pedaços de recordações aqui e ali, que agora eu tento as vezes juntar como peças perdidas de um quebra cabeça da vida... Foram nascimentos, pediatras, hospitais... foram tantos aniversários tantas reuniões escolares e tantas festas... foram viagens, natais e tantos anos se findaram e outros que começaram... Teve batizados, primeira comunhão, formaturas, festas de debutantes e depois noites intermináveis esperando os filhos chegarem nas madrugadas, e as vezes nem chegavam...

Depois os casamentos... Meu Deus!!! já estão se casando... e eu nem imaginava o quanto tudo seria mais veloz depois disso... Os netos, os aniversários, as viagens, e tudo se repete outra vez, e eu aqui voltando a trilhar os mesmos caminhos, as mesmas angústias os mesmos prazeres... Mas agora eu sei como é o final de cada história, eu sei como agir diante de uma tempestade sem perder a calma... agora eu vejo tudo com os olhos do coração e da alma, e os olhos da razão ficam quietinhos dentro do peito, sabendo que a minha razão não são iguais das pessoas que me cercam...

Depois de tantas décadas, eu cresci, e comigo cresceu a sabedoria e o amor ao próximo sem distinção... agora que só tenho sentimentos tão bons, tão solidários e tão seguros. Olho para trás e sinto muito o tempo da minha vida em que eu apenas corria e socorria a tudo e todos por tantas décadas... era tudo no automático sem colocar o coração a ternura e o afago na frente de tudo... eu não tinha tempo!!! Sinto tanto o tempo que eu não pude parar para ver ou viver aqueles momentos ou aqueles anos todos... e agora ele passou...

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: CbUL (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.