A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Poema
 
meus pensamentos galopam...
Por: Natalia

tardes plácidas em que tudo sorria,
- bela era a mocidade
ingénua flor, à procura do amor
hoje sinto desse tempo saudade,
vão meus olhos
suportando da vida os escolhos
já a vida soçobra,
acabou o roseiral que em mim havia,
e as estrelas do céu que me beijavam
e abraçavam, levaram com elas minha alegria,
hoje rio e choro de saudade
ao lembrar-me ainda criança de tenra idade
tempo de ilusão e sonho
mágica fragrância, rosto risonho
tamanho alvoroço, emoção tamanha
asas de ave, o sol na voz
como é bom ter pra recordar, neste tempo
já sem surpresas, atroz!

deixo-o passar indiferente
fico na imensidade deste meu silêncio
chegaram os dias melancólicos
dum tempo inclemente
mil pensamentos galopam
a arrancar-me da solidão
agita-se o coração, sou ainda essa menina
que me fascina e me faz viver do sonho,
agora serena, com alguma esperança viva
o sonho dolente e a vida fugitiva...

trago nas mãos tulipas delicadas
e no olhar rosas desfolhadas
o tempo me abalou, mas meu caminhar é sereno.

natalianuno

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: UXWG (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.