A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Zélia Mendonça Chamusca
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poema
 
Lágrimas secas
Por: Zélia Mendonça Chamusca

São lágrimas secas
No rosto espelhadas.
Correm entre sulcos
Ao peito levadas.

De sabor a mar,
Lágrimas salgadas
Que por entre as ondas
Correm enlutadas.

Com tristeza e dor,
No vazio perdidas,
Vagueando errantes?
Lágrimas sentidas?

Lágrimas de sangue
Que só eu as sinto,
Pelo outono secas
Num inverno faminto

De luz e calor,
No frio sepulcral,
Tétrico, vazio,
Onde há tanto mal!

Zélia Chamusca


 Comente este texto
 

Comentário (1)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: aNZX (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.