A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Crônica
 
VIAGENS SEM DESPEDIDAS
Por: Marcos Costa Filho



A gare da estação do tempo está lotada. Recém chegou o trem do Ano Velho. Não fosse tudo automático e não seria possível a continuação da viagem logo em seguida. Não há tempo a ser perdido, mesmo porque, é impossível, dado que, o trem do tempo está apenas a um minuto de mudar de placa indicativa do seguimento da viagem. É incrível como, com tanto alvoroço, todos se entendem e buscam seus lugares na alegria de viver tal momento. Há uma pressa sem ser notada, muito acomodada em cada viajante, qual seja, a de dar início à nova viagem. Há música, fogos, festas, comemorações, uma alegria esfuziante que parece não ter limite e se expande pelo espocar dos espumantes ao saltar longe suas rolhas. Luzes, cores, o quadro do momento libera sentimentos muitas vezes trancafiados por algum tempo e ora encontra o ponto certo para sua liberação. Então, ocorrem os abraços realmente fraternos, os beijos totalmente sinceros, os amores que se soltam nos palpitantes corações que até parecem acertarem os batimentos e há os uníssonos convergindo para reencontros de vidas com promessas de futuro.
Ninguém orienta, não há regras, os fatos vão ocorrendo e os viajantes em seus anseios muitas vezes se julgam a andar pelas nuvens como se lhes fosse permitido levitar como os anjos, mesmo porque, no momento parece a felicidade ter somente o céu como limite. Não há uma explicação de o porquê da expectativa do Ano Novo se insere em cada vivente e o transforma. São esquecidas algumas rusgas um pouco antigas, e a vibração do novo tempo que se espera ser bem melhor de ser vivido se sobrepõe a qualquer resquício de pessimismo.
Os clarões dos fogos de artifício chegam ao máximo. A euforia e a alegria estouram com exuberância. É chegado o instante do início da nova viagem. A placa indicativa no alto do trem alerta: Ano Novo 2019. Parece que lentamente inicia-se o novo trajeto de vida, porém, mais depressa do que se pode notar, o comboio já está rolando célere nos trilhos da vida e cada um vai se acomodando no seu lugar que o Destino, embora de todos despercebido, é o severo chefe deste expresso, e, sem que ninguém note, sai a cobrar a cada passageiro a diminuição de seu tempo neste comboio terráqueo.

 Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: WDZC (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.