A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Poesia
 
DIAS QUE NÃO ADIO
Por: Guto del Blanco

Dias que não adio
( Guto del Blanco )

Há dias de morrer e e adiar
nada a acelerar na roda viva que
às vezes o destino nos põe

Dias que espero e não adio...

Não adio o dia do cálice ou cale-se
o dia do vinho
do pão
da massa ou do abraço do irmão

mesmo que quase vencido ou
nocauteado no chão ...

O dia de ver-te ao amanhecer
ou desanoitecer.....

a antevéspera da chegada do dia da primavera e do Girassol...

Não adio o dia do título...
formatura em " se-viro-logia "

ou te te dizer do amor seu
ou meu
na conspiração das estrelas
e do vento do norte a dizer o caminho

Dias de luta ou glória
sonhos , pesadelos e ilusões

Adio apenas o dia de nunca mais ter
um dia
ou noite para que
se por acaso
o mundo
com seus ocasos me fizer olhar para cima
com pedido de ajudas e agradecimentos
aos Céus

veja sempre um pouco de você
ou as sementes do Girassol etéreo
em cada estrela...
e tenha meus olhos e coração de Dom Quixote
restaurados no silêncio das constelações....

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: NKeK (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.