A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Crônica
 
POR QUE NOSSA JUVENTUDE NÃO PARTICIPA?
Por: Suely Braga


POR QUE NOSSA JUVENTUDE NÃO PARTICIPA?

O que está acontecendo com nossos jovens?
Temos atualmente, uma juventude descompromissada, alheia aos problemas do país e do mundo. A família que é a célula mater da educação se desorganizou. Os meios de comunicação, principalmente a televisão, com programas vazios, sem conteúdos, com a cultura das tragédias e da violência, programas deseducativos e o apelo ao sexo e ao consumismo desvairado, influencia a todos.
Trava-se diariamente uma guerra contra as drogas, que solapa a vida de crianças e adolescente, destruindo famílias inteiras.
Os pais jogam os filhos nas escolas, deixando os na incumbência para a escola ensinar e educar.
Sabemos que as escolas atualmente, com professores mal pagos, sem recursos e ferramentas para realizarem seu trabalho, oferecem um ensino de má qualidade sem os requisitos para atraírem crianças e jovens. Com a violência chegando às escolas, com os professores e alunos desprotegidos como vão ter tranqüilidade?
Nosso país, como outros países da América Latina, carece de recursos para enfrentar os traficantes.
Com a Ditadura Militar foram retiradas dos currículos as disciplinas de filosofia e sociologia, que levavam os jovens a pensarem e desenvolverem o espírito crítico.
Os grêmios das escolas foram fechados, os centros acadêmicos e uniões de estudantes também. Os jovens ficaram sem espaço para discutirem problemas das escolas, da educação e a realidade do país e do mundo. Acabaram-se os cursos de liderança.
A juventude pós Ditadura Militar foi uma juventude amordaçada, amorfa.
Até hoje são poucos professores de História, ou outras disciplinas, que explicam este período tão importante na História do país. A maioria dos jovens ignora. A juventude ficou alheia.
Com a volta da democracia, no princípio, a juventude se entusiasmou e até participou de movimentos como: Fora Collor e outros.
Criaram-se vários partidos entre eles os nanicos sem programas, sem projetos e sem preocupação com os interesses do país.
A maioria dos partidos políticos está envelhecendo, não formaram novas lideranças São quase sempre os mesmos caciques. Existem reuniões de
jovens do partido A, ou do partido B. O que discutem? A realidade do país e do mundo, ou só se preocupam em escolherem candidatos, como realizarem as campanhas para as próximas eleições?
A maioria da juventude hoje está desiludida com a corrupção que impera na classe política. Desacredita até das instituições que também sofrem do mal do século. Criou ojeriza à política, na maioria das vezes vota em candidatos escolhidos pela família.
Ignoram que são analfabetos políticos. Não sabem que o preço do feijão, do arroz, da cesta básica, as leis do país, do Estado e do município dependem dos políticos.
O ensino é visto pelos governantes como despesas e não investimentos, não aplicam verbas para uma educação de qualidade. O descaso pela educação causa um prejuízo muito grande para à juventude, porque são eleitos maus políticos, corruptos. Até caricatos como Tiriricas, Romários da vida, para o Congresso.
A juventude decepcionada se nega a votar. Não sabe separar o joio do trigo, acaba não se envolvendo com os problemas do país, justamente na época da vida em que estão cheios de ideais. Se omitem.
A juventude encontra-se abandonada, alienada, buscando válvulas de escape nas drogas e na violência.
Atualmente, com o novo governo fascista, autoritário, militarista de Bolsonaro a juventude está sendo e continuará a ser cada vez mais abandonada e tolhida em sua participação. Com as leis da mordaça que proibi a liberdade de expressão, a participação política e as manifestações com passeatas de protestos, jovens serão banidos de seus direitos e amedrontados com prisões e a violência das milícias. As mudanças na educação com alteração dos currículos eliminando as matérias que levam a desenvolver o espírito crítico como Sociologia e filosofia, com a Escola Sem Partido que tolhe
a liberdade de pensamento, os futuros jovens serão muito mais alienados. Qual o futuro das novas gerações? Qual o futuro destas gerações massacradas e bitoladas no tacão dos algozes do poder?
Precisamos ajuda-las, nos indignarmos e lutarmos por elas, para que arrebentem as correntes e os grilhões que as prendem.
Toda a sociedade é responsável pelo seu futuro, na busca de um mundo melhor.

SUELY BRAGA
Osório, 27/02/2019.



 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ARRY (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.