A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Poema
 
rebeldia...
Por: Natalia

minha esperança inda é verde
como a estação da primavera
mas logo o vigor já se perde
e o tempo por mim não espera

é tanta a vez q'em vão suspiro
vejo o sol de cor descolorida
a esperar anos, agora me retiro
a aguardar do tempo à outra vida

flor em seara de mãos amigas
em tempo mau e tempo brando
de tanto, tanto amar, minhas fadigas
agora só a saudade vai apertando

os pensamentos levo a correr
que a rebeldia me vem de pequena
já não mudo o meu modo de ser
quando olho atrás tudo valeu a pena

aos meus dias vou fazendo aceno
nas noites vou contando estrelas
delas recolho tanta luz que sereno
e os meus sonhos se recolhem nelas.

natalia nuno

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: cdSQ (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.