A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

ANTONIO CARNIATO FILHO
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Sonetos
 
TARDE DE OUTONO
Por: ANTONIO CARNIATO FILHO





Sol se despede na barra do horizonte,

O outono visto pleno de dormência,

Atinge o espaço livre de clemencia,

Um novo tempo desabrocha no instante.



Tarde multicolorida, ânsia do crepúsculo;

As horas faz o tempo dormir um sono,

Na brisa fresca da estação outono

E as nuvens em estrias mostram um músculo.



Céu aberto, lilás, dourado, cor de rosas,

Essência, olfato de mil flores perfumosas,

Ensaiam uma festa de cores, um souvenir.



Tarde de outono, que felicidade!

Voltou para matar a minha saudade

Da rica ternura e dos sonhos a sentir.



ANTONIO CARNIATO FILHO, 26/03/





 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: BKYQ (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.