A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

João Euzebio Delgado Ferreira
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poema
 
DESTINO
Por: João Euzebio Delgado Ferreira

Meu destino
Tracei
Fiz deste tempo
Meu momento
Mais sagrado
entre poemas
rasgados
pelos pecados
dos meus sentimentos
Fui com o vento
voei
entre as brisas
chuvas no para brisa
Deixando o sol no
retrovisor
Meu coração é um
motor
querendo morrer
querendo desacelerar
Vou para por aqui
Quero apenas fluir
em teus pensamentos
deixe que o vento te toque
embora me sufoque
dentro desta saudade que
ficou
Pois a mesma estrela que
brilhou
Agora desaparece ao amanhecer
vai enlouquecer
minhas conclusões
É a solidão
que se refaz
sou incapaz
de te esquecer
já vi muita gente perder
seu reflexo
dentro de um espelho enferrujado
sei que é pecado
me entregar ao desespero
pois de dezembro a janeiro
Sou um rapaz solitário
estou entregue
a minha doce... sensibilidade
sou apenas metade
desta minha... dor



 Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: cGaH (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.