A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

ANTONIO CARNIATO FILHO
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poesia
 
MINHA POUSADA
Por: ANTONIO CARNIATO FILHO



Voltei novamente à minha pousada,
Esperei ver a tarde encantada
E sonhei acariciar numa olhada.

A cidade que amei desde criança,
O sol de ouro, o céu azul de esperança
E o horizonte de uma velha lembrança.

Saudade de um tempo - arrebol solitário
A rua antiga, a praça o jardim lendário,
A linda Igreja, o casarão do milionário.

Verei a avenida de pedras negras, brilhantes
Os crepúsculos coloridos nos horizontes
Que os tempos ofereceram muito antes.

Verei as luzes das vitrines, todas coloridas,
As ruas desertas, pobres mal concebidas,
As calçadas gastas, no tempo esquecidas.

Meus passos transpuseram ventos na hora incerta,
Sonhando regressar e encontrar à porta aberta,
Para dormir na minha pousada na hora deserta.

ANTONIO CARNIATO FILHO, 18/05/2019

 Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: feaN (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.