A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Artigo
 
Bolsonarismo
Por: Salvatore D' Onofrio

Permitam-me estranhar as recentes manifestações espontâneas ou organizadas em prol do nosso Presidente, como se ele fosse vítima e não co-responsável pelo Estado patrimonialista que vem governando nosso país, desde a época da escravatura. Deputado federal por muitos anos, Jair Bolsonaro nunca atacou, em suas campanhas eleitorais, a essência de nossa estrutura política corrupta e a resiliência do poder judiciário. Chegado à Presidência, seus primeiros projetos de lei foram a facilitação da posse de armas, como se fosse possível acabar com a violência usando violência, e o corte nas verbas de universidades que ensinam disciplinas humanísticas. Filosofia e sociologia deveriam ser consideradas matérias suspeitas e de menor importância, como se para o progresso das ciências, da tecnologia e da economia de um país não fosse preciso pensar, ter idéias.
Infelizmente, é a ignorância popular que cria ídolos. Mal saímos do lulapetismo e já estamos caindo no bolsonarismo. Será que mais de duzentos milhões de cidadãos brasileiros têm que viver na dependência de apenas um ser humano, sujeito a doenças físicas ou mentais? Bastaria refletir no sentido etimológico da palavra "democracia", que significa governo do povo, para rejeitarmos qualquer político que, embora eleito por una maioria, não atenta às necessidades gerais da Nação. Ou será que pode se considerar representante do povo um dirigente conivente com corrupção, injustiça social, imunidades, foros privilegiados, ocupação de cargos públicos sem concurso, candidaturas de laranjas? Bolsonaro responderia culpando o Congresso Nacional, pois é lá que se fazem as leis. Por que não promover, então, uma reforma política, adotando o Parlamentarismo com apenas dois partidos, cabendo ao vencedor nomear um Primeiro Ministro que teria maioria absoluta, como acontece na maioria dos países mais desenvolvidos? Não podemos perder a esperança de um dia chegar lá. Talvez, a solução estaria na convocação de um plebiscito popular!

--
Salvatore D' Onofrio
Dr. pela USP e Professor Titular pela UNESP
Autor do Dicionário de Cultura Básica (Publit)
Literatura Ocidental e Forma e Sentido do Texto Literário (Ática)
Pensar é preciso e Pesquisando (Editorama)
www.salvatoredonofrio.com.br

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ZFCT (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.