A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Odion de Oliveira Monte
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poema
 
RATOS E CATITAS VIDA NO FIM
Por: Odion de Oliveira Monte

Não tenho pão;
Só tenho água;
Não tenho feijão;
Do lado esquerdo;
Do lado direito;
É o pega ladrão;
Ratos de paletó;
Gravata em nó;
Catitas vadias;
Queijo roído;
Mundo perdido;
Rajadas na pele;
Tábua de pirulito;
Um grande gemido;
Um fraco berro;
Nunca mais um grito;
Corpo no rabecão;
Lágrimas e gritos;
Fecha a tampa;
Enterra o caixão;
Ratos e catitas;
Nosso queijo comido;
Vida muito curta;
Futuro interrompido...



 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: CFYN (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.