A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSÉ JOAQUIM SANTOS SILVA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Crônica
 
PACIENTE CURADO É UM CLIENTE PERDIDO !
Por: JOSÉ JOAQUIM SANTOS SILVA

Esse texto que compartilho, me faz lembrar a inescrupulosidade de muitos profissionais neurologistas a quem se chama de médico.
Esses profissionais, jamais indicarão métodos alternativos para alívio ou extermínio das terríveis dores do nervo trigêmeo, como alho, levedura de cerveja, cloreto de magnésio PA, ou até o bom o popular Alginac vitamina B 12 ótimo para os nervos, e o bom Baclofeno caixa com 20 comprimidos 9 reais.
Sofri muito nas mãos de um mercenário neurologista, até para ele liberar receitas com validade e ele negou.
Teria que pagar nova consulta sempre e a Carbamazepina cada vez mais inócua.
Hoje para honra e glória do Senhor, estou liberto dessa maldita dor e dos neurologistas.
Algumas pessoas podem achar que a indústria farmacêutica não pode ser tão ruim assim. Infelizmente, ela é mais do que imaginamos. Felizmente porém, é muito fácil para todo mundo entender por que esta indústria tem um efeito tão negativo sobre milhões de vidas humanas.
Não se trata de drogas individuais ou empresas individuais. É sobre os princípios, as leis da indústria farmacêutica no “negócio com a doença”. As mais importantes destas leis podem ser resumidas da seguinte forma:
A indústria farmacêutica não é uma “indústria da saúde”, mas um “investimento de negócio“, que prospera com a continuação e expansão das doenças.
A indústria farmacêutica fatura mais de 500 bilhões de dólares em lucros a cada ano, mas apenas enquanto a doença existir como seus mercados.
A indústria farmacêutica construiu e mantêm o maior negócio de fraudes na história da humanidade: ela promete saúde para milhões de pessoas, mas em vez disto oferece serviços de saúde, a indústria farmacêutica oferece cada vez mais doenças (através de suas vacinas e “medicamentos”), porque as doenças são a base econômica para a existência do seu investimento neste negócio.
A fim de proteger seus mercados de (doença/investimento) de bilhões de dólares como doenças cardiovasculares, câncer, AIDS e outras doenças chamadas crônicas, a indústria farmacêutica faz de tudo para manter estas doenças e proibindo a divulgação de qualquer cura.
A “mercadoria” bilionária da indústria farmacêutica são as drogas sintéticas que são patenteadas, a fim de garantir grandes lucros com taxas sobre suas patentes. Somente moléculas sintéticas recentemente inventadas podem ser patenteadas, o que explica a taxa de toxicidade e morte em pessoas que tomam estes medicamentos.
Ao construir este “negócio com a doença” ao longo do século passado, a indústria farmacêutica já arrecadou tanto dinheiro com esta fraude organizada que se tornou uma das maiores e mais rentáveis indústrias do nosso planeta atualmente.
A indústria farmacêutica investe estrategicamente alguns bilhões dos lucros de seu negócio global fraudulento para se infiltrar em todos os setores da sociedade e influenciar a opinião pública ao redor do globo.
Para cobrir a dimensão genocida de seus negócios fraudulentos, a indústria farmacêutica está gastando o dobro da quantidade de dinheiro que gasta em pesquisa, a fim de manipular a opinião pública e encobrir o seu “negócio com a doença”, difundindo a falsa promessa de drogas saudáveis.
Vitaminas, micronutrientes e outras abordagens naturais da saúde são os arqui-inimigos da indústria farmacêutica, porque eles não são patenteáveis. Ainda mais importante, eles efetivamente ajudam a prevenir e controlar as doenças, porque corrigem o mau funcionamento de milhões de células em nosso corpo que são a principal causa das doenças. Meia dúzia de prêmios Nobel foram concedidos para as descobertas científicas em pesquisas sobre vitamina, mesmo assim todo este conhecimento foi proibido de ser aplicado na medicina em favor dos negócios de vários bilhões de dólares de investimento com os medicamentos patenteados que não curam.
Cada país deve decidir se quer manter um sistema de saúde orientado a indústria farmacêutica fraudulenta baseado na expansão das doenças ou se quer desenvolver um novo sistema de saúde com base na cura eficaz da doença de forma natural, objetivando prevenir e finalmente erradicar as doenças.
O negócio da fraude farmacêutica, obviamente não é um negócio que cresceu naturalmente. Desde o seu início há cerca de um século atrás, foi projetado, construído e alimentado como uma gigantesca fraude organizada sobre a saúde e a vida de cada homem e mulher neste planeta.
Os arquitetos inescrupulosos desta maior fraude na história da humanidade estão listados abaixo. Estas partes interessadas do cartel de drogas e seus fantoches na medicina, mídia e política, governos, estão ativos até hoje e são responsáveis por mais mortes do que todas as guerras da humanidade.

Vamos apoiar o Grupo "Mente Aberta" e Juntemos nos a ele .


JOSÉ JOAQUIM SANTOS SILVA

[email protected]
[email protected]

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: dHNY (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.